Blog do Perrone

Bordeaux quer usar Pablo para ter Arana, que Corinthians não libera em 2017

Perrone

Com Dassler Marques, do UOL, em São Paulo

O Corinthians foi informado pelos empresários de Guilherme Arana que o Bordeaux apresentaria uma proposta oficial pelo lateral envolvendo os direitos econômicos de Pablo como parte do pagamento. A direção alvinegra cortou o assunto, avisando que não venderia o jogador antes de dezembro. Os agentes agora estudam um acerto pelo qual o clube brasileiro asseguraria a permanência de Pablo imediatamente e liberaria Arana para defender sua nova agremiação apenas em janeiro do próximo ano. O Bordeaux já conta com o ex-corintiano Malcom, alvo de grandes clubes europeus.

“Explicamos que liberamos o Uendel [para o Internacional] com a condição de termos o Arana até o final da temporada”, disse ao blog Flávio Adauto, diretor de futebol corintiano. Os dois laterais-esquerdos citados são representados pela mesma empresa, a Elenko Sports.

O dirigente não confirmou o nome do clube e nem o envolvimento de Pablo na transação. Disse apenas que o interesse seria de um time francês.

O cartola afirmou, no entanto, que não descarta a possibilidade de negociar Arana agora se ele só se transferir após o último jogo da equipe em 2017. “Podemos conversar, mas o jogador não sai antes do fim da temporada”, declarou Adauto.

O blog apurou que o interesse francês é em dar 100% dos direitos econômicos de Pablo como parte do pagamento por Arana. O valor total da negociação idealizada pelos europeus é de cerca de 11 milhões de euros ( aproximadamente R$ 38 milhões).

Apesar de estar emprestado até o fim de 2017, Pablo pode ser negociado pelo Bordeaux com  outra equipe na janela do meio deste ano se receber proposta e o Corinthians não exercer a opção de compra por 3 milhões de euros (R$ 10,3 milhões).

Os representantes de Arana ainda vão consultar os franceses sobre a possibilidade de comprarem os direitos do lateral e só contarem com ele no ano que vem, resolvendo imediatamente a indefinição sobre a permanência de Pablo em Itaquera.

A direção corintiana, por sua vez, consultará o zagueiro e seu representante, Fernando César, que afirma existir o interesse de Palmeiras, São Paulo, Atlético-MG e Flamengo no jogador. O Corinthians possui 40% dos direitos de Arana. O restante pertence a investidores.