Blog do Perrone

Arquivo : Elano

Cresce campanha contra Muricy, que reage com alfinetadas na diretoria do Santos
Comentários Comente

Perrone

A insatisfação com Muricy Ramalho, que no começo era mais forte na oposição santista, aumentou entre  conselheiros da situação e colaboradores do presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, o Laor.

A gota d´água foi a fraca atuação do time contra a Ponte Preta. Três conselheiros, dois deles situacionistas, ouvidos pelo blog disseram ser favoráveis a uma troca de treinador. As críticas ao técnico também invadem as redes sociais.

A maioria dos críticos enxerga Muricy como um comandante que só coloca o time para jogar nos contra-ataques, depende excessivamente de Neymar, reclama demais e ganha mais do que deveria pelo futebol apresentado.

 “Em qualquer outro time, numa sequência dessas, o técnico estaria a perigo. Estariam procurando um novo só para mexer com o astral do time. Promover aquela chacoalhada que tira o time do marasmo”. A opinião foi escrita pelo conselheiro Luiz Roberto Serrano em seu blog. Ele votou em Laor e no começo do texto diz que o Santos precisa de uma chacoalhada.

Na outra ponta, Muricy se defende reclamando da saída de jogadores importantes, como Elano e Ganso. Ou seja, de maneira mais sutil do que costuma fazer, o treinador empurra a conta para a diretoria pagar.


Frieza em comemoração de gols torna insustentável situação de Elano no Santos
Comentários Comente

Perrone

A diretoria do Santos não suporta mais Elano. E a gota d’água foi o fato de o jogador não comemorar os dois gols no empate sobre o Coritiba no, no fim de semana passado, pelo Brasileiro, apesar de participar das duas jogadas decisivas.

A cúpula santista não fala publicamente, mas avalia que o gesto escancarou o que os cartolas chamam de falta de comprometimento do jogador. Eles acredtiam que o elenco ta,bém vê Elano descompromissado.

Para a direção santista, a não comemoração foi um desrespeito com o clube que sofre para pagar cerca de R$ 500 mil mensais ao meia.

Se dependesse apenas da vontade dos dirigentes, Elano já estaria longe da Vila Belmiro. Preferiam ter vendido o ex-jogador da seleção e ter segurado Ibson. Manter a dupla era difícil financeiramente. No entanto, Elano recusou as propostas que teve.

 Os cartolas não querem perder a nova oportunidade de despachar o jogador, sondado por um clube da China. E o atleta, como já escrevi aqui, sentiu a fritura na Vila Belmiro. Está disposto a negociar com outro clube.


Elano sente fritura e revê decisão de não deixar o Santos
Comentários Comente

Perrone

Em baixa com torcedores, cartolas e com o técnico Muricy Ramalho, Elano chega ao segundo jogo das semifinais (provavelmente na reserva) como o jogador santista mais pressionado. É criticado por não justificar receber por volta de R$ 500 mil mensais.

E o meia acusa a pressão. Segundo pessoas próximas ao atleta, ele sentiu a fritura e agora diz aos amigos que está aberto a propostas de outros clubes, após ter recusado as que já apareceram. Atlético Mineiro e um time da China são os clubes que fizeram sondagens, mas não despertaram o interesse de Elano. Se fizerem uma nova carga, algo pouco provável no caso do Galo, terão mais chances.

Apesar de não reclamar publicamente, Elano sente que o ambiente é hostil a ele na Vila Belmiro, de acordo com os relatos de quem bate papo como jogador. Há também um desgosto com Muricy Ramalho, que colocou Borges em seu lugar já no intervalo do primeiro jogo da semifinal. Na linguagem dos boleiros, fazer substituição no intervalo é “queimar” o jogador que sai.

A seu favor, Elano tem o fato de ter comparecido mais no ataque do que Neymar e Borges. Fez três finalizações (duas certas) contra nenhuma de Neymar em 90 minutos e duas de seus substituto, segundo o Datafolha.


Corinthians se interessa por Elano, rejeitado pelo Palmeiras
Comentários Comente

Perrone

Cartolas do Corinthians acompanham de perto o desfecho do atrito entre Elano e a diretoria do Santos. Acreditam que há espaço no elenco para um meia que atue pela direita, apesar de não terem desistido de Montillo.

Mas a crise de Elano na Vila Belmiro também teve reflexo no Palestra Itália. Segundo dirigentes do Palmeiras, o jogador foi oferecido por um intermediário, mas não houve interesse. Os palmeirenses legam que precisariam pagar R$ 400 mil mensais ao meia e acharam o valor salgado.


Santistas isentam herói Muricy de culpa na lesão de Elano
Comentários Comente

Perrone

Assim que terminou o clássico com o São Paulo, Elano foi para um hospital realizar dois exames que indicariam a gravidade de sua lesão muscular. Minutos antes de escrever esse post, conversei com um dirigente santista. Ele me disse serem pequenas as chances de o meia viajar para o México.

Havia até a possibilidade de o atleta passar a noite no hospital na tentativa de acelerar a recuperação.

Em outra situação, a contusão seria um prato cheio para a diretoria crucificar o treinador por escalar os titulares às vésperas de uma partida decisiva na Libertadores. Mas os cartolas santistas não criticam Muricy Ramalho. Estão eufóricos com o treinador, anestesiados.

 Merecidamente, creditam a ele a maior parte dos méritos pela vitória na semifinal do Paulista. A mudança no sistema de jogo do time, que passou a atuar no 3-5-2 após o intervalo, foi fundamental para a vitória.

Além de estarem encantados com o treinador, afirmam que a comissão técnica estava cercando Elano de cuidados. Como escrevi no post na manhã deste sábado, o estafe de Muricy considerava que o meia sentia o desgaste da parte da temporada que disputou na europa.

Elano estava sendo monitorado por exames que indicam o cansaço dos jogadores. E foi escalado porque a comissão técnica o considerou apto. A lesão pode estar relacionada ao desgaste ou não. Nunca saberemos.

O fato concreto é que, apesar de não ter sido brilhante em suas últimas apresentações, Elano fará muita falta ao Santos se não puder enfrentar o América do México. Mesmo assim, concordo com os que não cornetam Muricy por escalar o que tinha de melhor contra o São Paulo. Se não o fizesse e perdesse, seria malhado.


Elano divide torcida do Santos; namorada e Europa levam a culpa
Comentários Comente

Perrone

Até bem pouco tempo, Elano era considerado pela torcida do Santos a melhor contratação da temporada no Brasil. Mereceu o título. Teve um retorno arrasador à Vila Belmiro. Mas o meia já não é unanimidade entre os torcedores.

Substituído nos últimos dois jogos, ele foi vaiado por parte da torcida ao sair no confronto contra o América do México. A outra metade do estádio reagiu aplaudindo o jogador. A crítica maior é a de que ele fica sem gás rapidamente e no segundo tempo anda em campo.

Nas arquibancadas da Vila, quem reclama do jogador mistura a vida pessoal dele com a profissisonal. Os torcedores fazem coro para dizer que seu desempenho despencou desde que começou a namorar a atriz Nívea Stelmann.

Entre os cartolas, há outra explicação, que é atribuída à comissão técnica. Elano chegou a Santos na ponta dos cascos. Estava em atividade na Europa e mais bem preparado em relação aos brasileiros, que estavam em início de temporada. Mas agora a situação mudou. Seus colegas estão embalados, enquanto o meia carrega o peso do calendário europeu. Faz sentido.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>