PUBLICIDADE
Topo

Perrone

Por não conhecer a Fiorentina, Jucilei vai parar na Rússia

Perrone

20/02/2011 10h09

Em dezembro a Fiorentina ofereceu 9 milhões de euros por Jucilei. O Corinthians pediu 11 milhões. Os italianos, então, decidiram se reunir com o jogador. Se ele tivesse interesse em defender o clube e aceitasse os salários, pagariam mais dois milhões.

Na reunião, um dirigente do time europeu perguntou: "Você conhece a Fiorentina?". Jucilei respondeu algo como: "Já ouvi falar". A pergunta seguinte foi se ele conhecia algum jogador que atua pelo clube italiano. Respondeu que não.

Os italianos ficaram melindrados com as respostas do jogador brasileiro. Acharam que ele demonstrou falta de interesse pelo clube. Desistiram de contratá-lo. Preferiram ir atrás de quem demonstrasse mais vontade de jogar pela Fiorentina.

Jucilei continuou no Parque São Jorge e agora está indo para um pequeno time russo, no qual pelo menos conhece um jogador: Roberto Carlos.

Para o Corinthians tanto faz, já que a venda é por volta dos mesmos 11 milhões de euros. Quase todo o dinheiro ficará com investidores.

Para Jucilei, porém, seria muito melhor jogar num time com mais tradição como a Fiorentina. Ele pagou o preço de sua sinceridade. Foi franco diante dos italianos, e fez bem de agir assim. Mas o desfecho não foi o melhor para sua carreira, que agora deve seguir num ritmo mais lento do que a entrada de euros em sua conta bancária.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.