PUBLICIDADE
Topo

Perrone

Diretor informal, Ronaldo vira alvo de conselheiros corintianos

Perrone

13/04/2011 07h00

Conselheiros corintianos irão questionar formalmente o presidente Andrés Sanchez sobre o relacionamento do clube com Ronaldo. Membros da diretoria afirmam que o Fenômeno se transformou praticamente num diretor informal de marketing e futebol do clube.

Poucas negociações nessas duas áreas no Parque São Jorge não passam pelo ex-atacante. Além de ajudar a diretoria em contratações, ele  também procura patrocinadores e investidores para o futuro estádio. A situação incomoda conselheiros, principalmente os da oposição. Reclamam de a diretoria ainda não ter esclarecido os termos da parceria que o clube mantém com o ex-jogador.

Andrés deverá ser questionado no Conselho se Ronaldo ainda continua recebendo o mesmo salário da época de jogador, já que o presidente afirmou que ele pode voltar a atuar pelo clube e que seu contrato continua válido. Os conselheiros também querem saber se Ronaldo ou sua empresa ganharam comissão pela atuação na contratação de Adriano, apesar de o Fenômeno dizer que agiu apenas como amigo. Outra pergunta que o cartola deve ouvir é se Ronaldo já emprestou dinheiro para o Corinthians.

Os opositores não enxergam com bons olhos o fato de Andrés ser conselheiro da empresa do ex-craque, ainda que o cargo não seja remunerado. Falam em conflito de interesses, pois a 9nine trabalha com atletas de outras equipes.

Antes de Ronaldo encerrar a carreira, a intenção da diretoria alvinegra era transformá-lo em diretor de marketing remunerado a partir de 2012. Mas sua aposentadoria antecipada atropelou os planos.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.