PUBLICIDADE
Topo

Perrone

Valdivia relatou suposta chantagem de fotógrafo à diretoria do Palmeiras

Perrone

26/10/2011 12h04

O caso revelado pelo jornal "O Dia", envolvendo acusações de um fotógrafo contra Valdivia, causou alvoroço no Palmeiras em fevereiro. O jogador relatou que estaria sendo vítima de chantagem.

O episódio foi esquecido até a semana passada, quando as ameaças teriam voltado. Na última sexta, o atacante foi aconselhado por cartolas do clube a preparar sua mulher para a divulgação das fotos.

No começo do ano, o chileno pediu a ajuda de funcionários do clube e de alguns dirigentes para lidar com a suposta chantagem que estaria sofrendo por parte de um fotógrafo. Segundo cartolas,  ele relatou que um paparazzo cobrava R$ 300 mil para não divulgar suas fotos beijando uma mulher numa balada.

Por essa versão, o chileno afirmou que chegou a concordar em pagar o preço pedido com medo de as imagens serem vistas por sua mulher. Mas, antes de entregar o dinheiro, se arrependeu e pediu socorro.

Cartolas do clube afirmam que o orientaram a não fazer o pagamento. Ofereceram ajuda para o  atleta a levar o caso à polícia, sem alarde. Na época, o blog entrou em contato com Cléber, conhecido no Palmeiras como secretário de Valdivia. Ele negou a chantagem.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.