PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

Palmeiras precisa criar receita de R$ 20 milhões para pagar contas

Perrone

14/05/2012 10h43

Enquanto Felipão espera a contratação de um atacante, a diretoria do Palmeiras pena para gerar novas receitas no valor de R$ 20 milhões. Pelos cálculos mais conservadores, essa é a quantia que o clube precisa colocar nos cofres para honrar seus compromissos até o final do ano.

A conta é feita em cima de um déficit mensal médio de R$ 2,5 milhões. São sete meses e mais o 13º para o elenco e funcionários.

Os dirigentes querem evitar novos empréstimos escorados no contrato de transmissão do Brasileiro. Por isso trabalham em duas frentes.

As opções são enfim alavancar o programa sócio-torcedor e a terceirização de lojas para a venda de roupas do clube que não fazem parte da coleção usada pelos jogadores. Os dirigentes avaliam que assim conseguiriam R$ 30 milhões, resolvendo o problema.

Porém, conselheiros da oposição falam que a diretoria joga a estimativa das contas a pagar para baixo. Calculam que há pelo menos R$ 50 milhões descobertos até dezembro. Nos dois cenários, fica claro que contratar jogadores de primeira linha para o Brasilerão é tarefa das mais árduas no Palestra Itália.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone