Blog do Perrone

Palmeiras busca apoio do Flu para protestar contra Adidas por causa do Fla

Perrone

Em pé de guerra com a Adidas, a diretoria do Palmeiras mira o Fluminense como aliado contra a fabricante de material esportivo. A ideia é unir forças para exigir mudanças nos contratos dos dois clubes a fim de aumentar os valores.

A justificativa é a oferta de R$ 350 milhões por dez anos feita ao Flamengo pela empresa, que não se manifesta sobre valores. Segundo os palmeirenses, a diretoria do Flu também se irritou com a parceira, que estaria valorizando muito mais os rubro-negros. Já houve contato entre cartolas dos dois clubes para tratar do assunto.

Segundo dirigentes palmeirenses, o alviverde recebe cerca de R$ 12 milhões por ano da parceira, contando porcentagens nas vendas de camisas e bônus previstos no contrato, enquanto o Fla ficaria com R$ 35 milhões anuais. Sem os extras, a quantia cai para cerca de R$ 9,5 milhões no acordo feito pelo Palmeiras.

Os números, porém, são contestados pelo ex-presidente Luiz Gonzaga Belluzzo, que disse ao repórter Danilo Lavieri, do Uol Esporte, que o contrato é de R$ 70 milhões por quatro anos, R$ 17,5 milhões anuais.

Ao alegar que seria injusto receber tão menos do que o Fla, hoje vestido pela Olympikus, a diretoria diz que as camisas do clube alviverde foram as mais vendidas no ano passado entre todos os patrocinados pela Adias. Os palestrinos acreditam também que o poder aquisitivo médio de sua torcida é maior na comparação com os rubro-negros.

Como já escrevi aqui, há outros pontos de discórdia entre Palmeiras e Adidas. O principal deles é a relutância da fabricante em autorizar a abertura de lojas do clube para venda de produtos mais baratos e de outra marca.

A nova polêmica deve azedar mais ainda o clima entre as diretorias de Flamengo e Palmeiras, que entraram em rota de colisão por causa de Ronaldinho Gaúcho.