PUBLICIDADE
Topo

Perrone

Entrevista ao Esporte Espetacular ajuda a derrubar Joel

Perrone

23/07/2012 16h24

A diretoria do Flamengo arrumou outra justificativa para demitir Joel Santana, além dos maus resultados. Em conversas reservadas, a cartolagem afirma que a entrevista concedida pelo treinador ao Esporte Espetacular, da Globo, no último domingo, contribuiu para a decisão de rifar o técnico.

Joel havia dito que começava a passar pela sua cabeça a ideia de abandonar o futebol. E que não deixaria o Flamengo imediatamente para não ser chamado de fraco. Reclamou também de problemas de saúde.

Integrante da diretoria disse ao blog que o clube esperava uma postura mais otimista. Gostaria de ouvir Joel dizer que o clube vai se recuperar no Brasileirão. A entrevista, no entanto, teria desmotivado o elenco, acabando de vez com o clima para o treinador continuar na Gávea.

A direção avalia também que o elenco é bom. E que para o Fla brigar pelo título nacional faltam um zagueiro e um maestro para o meio-campo. Assim, Joel não teria motivos para ser tão melancólico.

Também pesou contra ele o fato de a equipe jogar mal após um um período só de treinos, depois das derrocadas no Estadual e na Libertadores. Culpa do técnico, na opinião dos cartolas.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.