Blog do Perrone

Conselheiros do Corinthians temem que Marin, desafeto de Andrés, atrapalhe delegação no Japão

Perrone

Marin chefiará delegação do Corinthians

A crise entre Andrés Sanchez e a cúpula da CBF preocupa conselheiros corintianos ligados ao presidente Mário Gobbi. O temor é de que a presença de José Maria Marin na delegação que embarca para o Mundial do Japão cause constrangimentos ao elenco.

O cartola da confederação foi convidado por Gobbi para ser o chefe da delegação, antes de o caldo entornar no comando do futebol brasileiro.

Andrés ameaça pedir demissão do cargo de diretor da CBF desde que Mano Menezes foi demitido sem que ele fosse consultado. Os corintianos temem que cartolas membros da delegação isolem Marin durante a estada no Japão. Isso criaria um clima ruim para uma equipe em busca de um título Mundial.

Outra preocupação é em relação ao fato de o presidente da CBF ter fama de “boleirão”. Adora conversar com jogadores. Os atletas corintianos ficariam numa saia justa ao precisarem ser simpáticos com o chefe da delegação e da Confederação, mas que é desafeto de Andrés.

Para piorar, Gobbi deu uma entrevista com duras críticas à CBF, após a queda de Mano. Sinal claro que escolheu ficar ao lado de Andrés no conflito.

Nesta segunda, durante reunião do Conselho Deliberativo do Corinthians, Andrés ouviu vários pedidos para não entregar seu cargo na CBF. Demonstrou irritação com a demissão de Mano, mas não revelou seus planos. De acordo com declaração dele ao UOL Esporte, deixará a direção de seleções após o sorteio das chaves da Copa das Confederações, marcado para sábado.