PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

Sócio do São Paulo alega ter sido agredido dentro do clube e promete ir à Justiça

Perrone

22/07/2013 14h12

"Estava descendo uma escada, vestindo a camisa de apoio ao Marco Aurélio Cunha quando vi três homens com a camisa da Independente. Disse a eles que o clube precisava mudar e fui ofendido. Segui meu caminho, ficando de costas pra eles. Aí tomei dois murros na orelha, um chute na bunda e mais uns quatro ou cinco murros. Estou com o ouvido zumbindo até agora".

O relato acima é de um sócio do São Paulo que registrou boletim de ocorrência no 89º Distrito Policial acusando membros da torcida organizada Independente por lesão corporal que teria ocorrido dentro do clube, no último domingo.

O associado de 47 anos pediu ao blog para não ser identificado. Frequentador do clube há 12 anos ele afirmou que irá mover uma ação contra o São Paulo na Justiça sob a alegação de ter sido agredido nas dependências do clube. Pretende usar imagens postadas na internet em que Juvenal Juvêncio, descontrolado, aparece envolvido numa confusão ocorrida no mesmo domingo no clube. O presidente grita "pega eles aí" no meio do tumulto em que outro associado afirma ter sido agredido por um homem com a camisa da Independente.

"Estava com a camiseta do Marco Aurélio Cunha (candidato de oposição à presidência), o Juvenal estava gritando, batendo-boca, aí veio um cara da Independente e me deu um soco por trás. Fui agredido no local em que passei a minha vida inteira", disse o associado Rodrigo Gaspar. Ele não registrou a ocorrência na delegacia, mas promete tomar atitudes internas no clube. Uma sócia também teria sido agredida.

O blog telefonou para Juvenal, mas ele não atendeu ao celular. A direção da Independente também não foi encontrada para falar sobre o assunto.

Atualização

Após o post publicado, a Independente publicou em seu site nota sobre o episódio. Veja trecho abaixo.

"Membros da diretoria da Torcida Tricolor INDEPENDENTE estavam ontem no evento realizado na sede social do clube para reinvindicar mudanças no que diz respeito ao nosso bem maior, o SPFC.

Não podemos aceitar os fiascos que temos passado diante de times de pouca expressão no cenário nacional.
Fomos para cobrar atitude dos que dirigem atualmente o futebol. Para os desavisados o evento era gratuito para sócios do clube e convidados pagavam ingresso como qualquer outro evento.
 
A confusão se deu quando membros da oposição (pró Marco Aurélio Cunha) relataram torcer para outros times, rivais. Não é segredo que não temos uma bancada 100% são paulina decidindo o futuro do nosso amado SÃO PAULO FC. Deixar isso tão explicitamente na mão dessas pessoas é o que não podemos permitir, por isso houve confusão.
 
Havia um grande número de torcedores de outros clubes ditos grandes de São Paulo em campanha, e que são associados do SPFC, inclusive pessoas com o pássaro alusivo a torcida rival tatuado! Está errado!
 
Pra nós o rabo está balançando o cachorro. Inadmissível!"

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone