Topo
Blog do Perrone

Blog do Perrone

Categorias

Histórico

Mustafá se vê usado na escolha de novo técnico do Palmeiras

Perrone

15/05/2014 13h36

Segundo conselheiros do Palmeiras, o ex-presidente Mustafá Contursi vetou a contratação de Vanderlei Luxemburgo por considerar o treinador caro demais. Em entrevista ao blog, no entanto, ele negou interferência na escolha do substituto de Gilson Kleina. Leia abaixo.

Qual sua posição sobre a escolha do próximo treinador do Palmeiras?

Não tenho preferência e nem indicação. É problema de ordem administrativa. É que sou figurinha carimbada. Talvez quando alguém queira provocar uma situação me coloque no meio do furacão. Talvez pra dizer: "não vou trazer porque ele não quer". Ou: "vou trazer porque o Mustafá não quer, vou mostrar que eu mando". Não tenho nada com isso.

Mas o COF (Conselho de Orientação e Fiscalização) deixou claro que é importante pagar o mesmo que a antiga comissão técnica ganhava.

Não discutimos isso. Discutimos todo mês que o clube continua aumentando seu endividamento e não temos como suportar essa situação. É mais uma coisa que é feita ao contrário das minhas opiniões pra mostrar que eu não tenho nenhuma importância no clube. Faz sete oito anos que estou advertindo que o clube está indo para um caminho sem volta pelo seu endividamento e pela queda de receitas. Mas continuam aumentando o endividamento. Se eu tivesse tanta influência para escolher treinador, estaríamos equilibrados financeiramente.

Dá para fazer redução drástica de despesas e ter um time competitivo?

Não se gasta só no time. Não sei quanto existe de desperdício num monte de gente, num monte de contratos de serviço. Onde tem 30 elementos, talvez funcione só com um numa emergência. Precisa ter um plano de emergência. Você lembra quando eu sofria ataques fantásticos? Um deles vinha por parte desses histéricos que levaram o clube à essa situação vergonhosa e eles estão por lá, gravitando até hoje. Para desmoralizar os meus princípios de administração, eles diziam que o clube não é banco para ter dinheiro aplicado. Dinheiro é para gastar, diziam. Isso estava aí na internet, colocado por esses anônimos que estão aí até hoje. Agora é pior porque somos banco para pagar R$ 20 milhões de juros por ano. O que seria mais recomendável: ter recursos para poder se impor nas negociações ou agora, de chapéu na mão, sair pedindo favores? Esses caras estão até hoje por aí, formando opinião, com os mesmos sites, com os mesmos pseudônimos, com as mesmas siglas, UVB, 3VB, Palmeiras Todo Dia, Pró-Palmeiras. Eles não admitem a desgraça que causaram ao clube com suas opiniões.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Mais Blog do Perrone