PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Cartolas da CBF querem que Fifa repreenda quem falar em armação

Perrone

16/06/2014 06h00

A CBF teme uma onda de declarações sobre o Brasil ser supostamente favorecido pela arbitragem, desde a marcação do polêmico pênalti em Fred na abertura da Copa do Mundo. Por isso, cartolas da entidade nacional querem que a Fifa repreenda quem insinuar armação em favor do Brasil.

A começar pelo técnico da Croácia, Niko Kovac, que foi o primeiro a insinuar uma mãozinha da arbitragem para o Brasil conquistar o hexa, após o lance duvidoso anotado pelo juiz japonês Yuichi Nishimura.

O desejo de dirigentes da CBF sugere que os cartolas esperam uma postura da Fifa semelhante à do TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) da Federação Paulista de Futebol, presidida por Marco Polo Del Nero, presidente eleito da CBF, que costuma julgar quem faz críticas tão ferozes ao Campeonato Paulista como fez o treinador croata.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone