PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Corinthians retruca Fifa e nega falha em banheira

Perrone

15/06/2014 06h00

O Corinthians nega que tenha havido falha numa banheira do vestiário usado pela Croácia em seu estádio, após o jogo contra o Brasil, provocando alagamento no local, como concluiu a Fifa, de acordo com o Blog do Rodrigo Mattos.

Segundo o estafe corintiano responsável pela arena, os croatas pediram na última quarta que a banheira de hidromassagem fosse esvaziada até a metade para a colocação de gelo. Mas o pedido foi negado porque o procedimento danificaria o equipamento.

Então, após o treinamento, os croatas usaram uma banheira inflável que eles levaram. Antes de saírem do estádio, viraram a banheira no chão do vestiário provocando o alagamento, segundo a versão do estafe corintiano responsável pela arena. O Corinthians pediu e a Fifa providenciou barris para que fossem usados com gelo no lugar da banheira inflável. Os jogadores entrariam nos barris.

Mas na sexta, após a derrota para o Brasil, também segundo os corintianos, a delegação da Croácia voltou a usar a banheira inflável e a esvaziou embaixo dos chuveiros, causando novo alagamento. Foram dez centímetros de água acumulada. Os armários foram atingidos e há o receio de que estraguem por causa da água. A drenagem encheu quatro carrinhos de água.

O Corinthians gastou cerca de R$ 2 milhões em seus vestiários. E a banheira que a Fifa afirmou ter apresentado problema é considerada pelo clube a mais moderna do mundo. Sofisticada, ela permite que os jogadores ouçam música até debaixo d'água.

Ao UOL Esporte, Andrés Sanchez, ex-presidente corintiano, disse que os croatas esvaziaram coolers no chão do vestiário.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone