Blog do Perrone

Policiais divergem da Fifa na Copa do Mundo

Perrone

Nesta segunda, o blog flagrou dois policiais militares sendo barrados no estádio Mané Garrincha ao tentarem entrar na área em que ficam as tribunas de imprensa. A situação gerou desconforto entre os PMs e os stewards (civis que fazem a segurança nos estádios), contratados pela organização do Mundial.

Os policiais alegaram que faziam uma vistoria para evitar episódios iguais à invasão de torcedores chilenos ao Maracanã na partida contra a Espanha. O segurança, porém, manteve o discurso de que não poderia liberar os policiais.

Ouvido pelo blog, um dos dois barrados e que é oficial da Polícia Militar no Distrito Federal, reclamou da segurança feita pela Fifa nos estádios da Copa do Mundo. Sob a condição de anonimato, disse que havia falhas no Mané Garrincha porque só um steward tomava conta de um dos elevadores do estádio. E o mesmo acontecia na escada de emergência. Segundo ele, se houvesse uma invasão, elevador e escada de emergência dariam acesso ao estádio inteiro.

O oficial também reclamou de não ter trânsito livre a todos os setores do estádio. Isso, segundo ele, dificulta a atuação em caso de emergência. Afirmou ainda que a presença de seguranças sem farda não tem o poder de intimidar arruaceiros. E declarou que em caso de divergência nada pode fazer em relação aos stewards, pois, segundo ele, a Lei Geral da Copa deu status de autoridade a esses seguranças.

Mas esse não é o único episódio que demonstra uma distância entre a polícia e o COL e Fifa. No jogo entre Brasil e México, um policial federal reclamou ao blog das exigências da Fifa e afirmou que a PF se sente incomodada por ter que dar segurança a membros e uma entidade envolvida em casos de corrupção.

Policiais federais cogitam ainda uma manifestação durante a Copa do Mundo por divergências com o Governo Federal. E o agente ouvido pelo blog afirmou que uma possibilidade é enfraquecer a proteção à Fifa, com uma redução de policiais.