PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Vaia de torcida para Diego Costa é vitória de Felipão

Perrone

13/06/2014 17h54

As vaias e ofensas da torcida brasileira a Diego Costa durante a derrota por 5 a 1 da Espanha diante da Holanda podem ser consideradas uma vitória de Luiz Felipe Scolari.

Os brasileiros não perdoaram o jogador, que sem espaço na seleção de Felipão decidiu defender a Espanha por também ter nacionalidade espanhola.

Nesta sexta, os torcedores entoaram em Salvador o grito de "Diego viado" e mostraram como vai ser difícil a vida dele durante o Mundial.

Melhor para Scolari, que no ano passado detonou publicamente Diego e abriu a temporada de caça ao atacante, ainda que não tenha sido essa intenção. "Um jogador brasileiro que se recusa a vestir a camisa da Seleção Brasileira e a disputar uma Copa do Mundo no seu país só pode estar automaticamente desconvocado. Ele está dando as costas para um sonho de milhões, o de representar a nossa seleção numa Copa do Mundo no Brasil", sentenciou o treinador brasileiro quando Diego pediu para ser desconvocado de dois amistosos.

Felipão corria o risco de ser cobrado por deixar escapar um excelente jogador, mas o ônus ficou com Diego, agora encarado como traidor da nação. A pressão tem potencial para atrapalhar o atacante, que pode enfrentar o Brasil na segunda fase.

Mas o vexame da Espanha diante da Holanda pode até ter outro gostinho doce para Scolari. Afinal, ele foi o primeiro a humilhar os atuais campeões do mundo, isso na final Copa das Confederações. Agora vai ficar no ar se não foi o técnico brasileiro quem ensinou o caminho das pedras para abater a Espanha.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone