PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Conselheiros querem Leão como dirigente para enquadrar time do Palmeiras

Perrone

25/09/2014 06h00

Conselheiros do Palmeiras ouvidos pelo blog enxergam o elenco alviverde rachado, jogadores desmotivados e a cúpula do clube mal informada sobre o que acontece. Para reconstruir a equipe após os 6 a 0 sofridos diante do Goiás eles querem a contratação de Emerson Leão como dirigente remunerado. O ex-goleiro é visto como a solução para enquadrar jogadores.

"Está na hora de chegar um cara lá que dá bico na mesa, afasta jogador. É hora de colocar um gerente de futebol como o Leão, que conhece o clube. O que adianta multar o Valdivia [expulso infantilmente contra o Flamengo]. Precisa é de alguém no vestiário que bata nele", disse Stéfano Américo Giordano, conselheiro do clube e que chegou a bater boca no Pacaembu com Omar Feitosa, gerente de futebol do Palmeiras.

A equação que parte dos membros do Conselho Deliberativo faz é a seguinte: José Carlos Brunoro e Feitosa não têm conhecimento do que acontece no vestiário, assim, o presidente Paulo Nobre não sabe o que está acontecendo e demora a tomar atitudes enquanto o relacionamento entre os jogadores de deteriora.

"Tem mais de uma de dezena de conselheiros que sabe o que acontece no vestiário muito mais rápido do que o presidente e muito melhor. Isso acontece porque os executivos falsificados do clube não funcionam. O Palmeiras precisa de um técnico-dirigente. O treinador está perdido, todos estão perdidos, então precisa de um cara que peite jogador, que afaste dois ou três", disse o conselheiro Mauro Marques.

Segundo ele, Leão já esteve perto de voltar para o Palmeiras quando Felipão deixou o clube para treinar a seleção brasileira. "O consenso era o Leão, mas o Marcos Assunção, liderando grupo, disse: '[para o ex-presidente Arnaldo] Tirone, pode ficar tranquilo, não vamos cair'. Daí não trouxeram o Leão, o Valdivia continuou rindo dos caras e o time caiu. Então, precisa de chicote. Veio um bonzinho [Gilson Kleina], como o técnico atual, e caiu". Segundo Marques, o chileno prejudica o time porque, além de jogar pouco, faz outros jogadores que atuam mais quererem aumento, por isso, alguns acabam deixando o clube.

Vale lembrar que o ex-goleiro tem fama de não se dar bem com argentinos, e o Palmeiras tem quatro no elenco.

"Além de trazer o Leão e impor linha dura, tem que afastar Deola, Bruno, Vitorino, Felipe Menezes, Josimar [negociado após esta entevista], Brunoro e Feitosa", afirmou o conselheiro José Corona Neto.

Em entrevista exibida pelo Sportv nesta quarta, o presidente do Palmeiras disse que vai fazer contratações ainda para o Brasileirão e descartou existir um racha no elenco.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone