Blog do Perrone

São Paulo tem ao menos uma briga de torcida por semana em 2015

Perrone

A temporada do futebol paulista começou com um impressionante índice de violência entre torcedores. Foram pelo menos seis confrontos graves em 39 dias. Ou uma briga a cada 6,5 dias, em média. Praticamente uma por semana.

O pior confronto provocou a morte de um membro da Gaviões da Fiel conhecido como Dime. Palmeirenses são acusados pelo crime. O ódio entre torcedores de Corinthians e Palmeiras é o principal responsável por engordar as estatísticas. Além do conflito com morte, ao menos outros dois aconteceram. Um corintiano foi agredido no último domingo e um palmeirense na quarta, de acordo com dados do Ministério Público.

Neste sábado, corintianos brigaram com são-paulinos no metrô, e 42 pessoas foram detidas pela polícia. Foi o segundo confronto entre os torcedores dos dois clubes, que trocaram agressões após a semifinal da Copa São Paulo, em Limeira.

Fanáticos pelo São Paulo já tinham se envolvido numa briga com seguidores da Ponte Preta no início do mês, em Campinas, num fim de semana em que os clubes nem se enfrentaram.

A sede de sangue dessas torcidas gera uma previsão pessimista do promotor Paulo Castilho (Juizado Especial Criminal), que foi um dos responsáveis por sugerir torcida única no Palmeiras x Corinthians deste domingo. “Pode anotar aí: 2015 vai ser o ano mais violento do futebol paulista”, afirmou ele ao blog.