Blog do Perrone

Opinião: faltou profissionalismo à direção corintiana ao afastar Willians

Perrone

Na opinião deste blogueiro, o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, e o diretor de futebol, Flávio Adauto, agiram como torcedores ao afastarem o volante Willians após desentendimento com um corintiano na saída do CT alvinegro.

Primeiramente, a dupla agiu mais passionalmente do que profissionalmente porque, apesar do fraco desempenho do volante, a equipe ainda briga por uma vaga na próxima Libertadores e não pode se dar ao luxo de reduzir seu elenco nas últimas rodadas do Brasileiro.

Além disso, a decisão dos cartolas pode gerar insegurança no grupo. Quem eventualmente for hostilizado por torcedores a partir de agora como deve agir para se defender sem perder o emprego?

O vídeo que circulou nas redes sociais mostra Willians fora do carro indo na direção do torcedor que pergunta se será agredido. Não dá para saber se o jogador ameaçou ou tentou a agressão. Caso a diretoria tenha provas de que ele fez isso, deveria ter relatado o fato em sua nota oficial, pois a gravidade da atitude do atleta aumentaria enormemente.

E se Willans feriu o código de vestimenta corintiano por sair do treinamento trajando calção verde, o erro também deveria ter sido informado na nota.

Por tudo isso, parece que a cúpula corintiana agiu mais com a emoção do que com a razão. Já tina sido assim no momento em que Andrade contratou Oswaldo de Oliveira por seu gosto pessoal, sem ouvir os alertas sobre ele não ser o nome certo para comandar o time e sem nenhum resultado recente que justificasse a posta.