PUBLICIDADE
Topo

Perrone

Estafe de Arana ainda vê interesse do Sevilla em lateral corintiano

Perrone

22/08/2017 08h31

A expectativa do estafe de Guilherme Arana é de que o Sevilla volte a procurar o Corinthians para tentar contratar o lateral-esquerdo. O discurso no entorno do jogador é de que o clube espanhol não desistiu de sua contratação, após ter acenado com 12 milhões de euros (R$ 44,5 milhões), por meio de um intermediário e ouvido não.

Apesar da espera de uma nova movimentação dos espanhóis, o entendimento é de que a situação é difícil. Valores pedidos pelo alvinegro e a data para liberação do jogador pretendida por seu atual clube são os principais entraves.

Na tentativa anterior, o Sevilla queria contar imediatamente com o lateral. Mas, o Corinthians está irredutível em só aceitar a liberação após o final do Brasileirão. A direção alvinegra colocou como meta não se desfazer dos principais jogadores da equipe em meio à disputa do título nacional.

Além dessa condição, a cúpula alvinegra fala em conseguir até 20 milhões de euros (R$ 74,2 milhões) com uma eventual negociação de Arana. O valor tem assustado os candidatos. Bordeaux e CSKA são outros que mostraram interesse, mas não tiveram sucesso.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.