Blog do Perrone

Em viagem, presidente do Santos volta a tentar acordo por dívida com Doyen

Perrone

Com Samir Carvalho, do UOL, em Santos

Sem alarde, o presidente do Santos viajou de novo para a Europa. De acordo com pessoas próximas a Modesto Roma Júnior, novamente, um dos temas a serem tratados é um acordo para parcelar a dívida que o grupo Doyen cobra do Santos referente principalmente ao investimento feito em Leandro Damião.

As partes não revelam a quantia atualizada oficialmente, mas o último balanço publicado pelo clube apontava em dezembro de 2016 dívida da agremiação com a empresa no valor de R$ 76,9 milhões. Na ocasião, foram registrados R$ 57,2 milhões pela compra de Damião, R$ 10,5 milhões relativos à participação do grupo na venda de Felipe Anderson para Lazio, R$ 5,5 milhões pela transferência de Gabigol para a Inter de Milão e R$ 3,6 milhões pela ida de Geuvânio para o Tianjian Quanjian, da China.

Em abril deste ano, Modesto já tinha viajado para conversar com a Doyen, entre outras missões.

Também segundo pessoas próximas ao presidente, a intenção é conseguir um acordo em duas parcelas anuais. O valor, claro, vai depender do número de anos estabelecidos.

Ainda com a Doyen deve ser discutido um aumento na participação do Santos nos direitos econômicos de Lucas Lima visando uma eventual renovação contratual. Hoje, o clube tem fatia de apenas 10%. O acordo com o jogador termina no final de dezembro, e ele já pode assinar pré-contrato com outra equipe.

Quem soube da viagem do presidente santista afirma que um dos destinos é a Espanha.

O cartola avisou no clube que não voltará antes do clássico com o Corinthians no próximo domingo, na Vila Belmiro.