Blog do Perrone

Conheça os números da guerra milionária entre Neymar e Barça na Justiça

Perrone

Na Justiça do Trabalho da Espanha, Neymar espera receber do Barcelona 43 milhões de euros (cerca de R$ 158,3 milhões) e mais 10% de juros ao ano relativos ao período que levar para obter o dinheiro. De acordo com o estafe do jogador, essa porcentagem é estabelecida pela lei espanhola em casos nos quais o empregado alega não ter recebido o que o empregador deveria ter repassado.

O atacante sustenta que o pagamento dessa quantia fazia parte de seus vencimentos, mas foi bloqueado pelo Barça após a imprensa divulgar que ele estaria negociando com o PSG. O clube alega que o valor se referia ao cumprimento integral do contrato, o que acabou não acontecendo. Além disso, os catalães, acionaram o brasileiro na Justiça do Trabalho pedindo a devolução de 8,5 milhões de euros (R$ 31,29 milhões) mais 10% de juros anuais também apontando o compromisso não foi cumprido até o final.

Na última segunda, houve uma audiência de conciliação sem sucesso, também conforme informação da equipe que trabalha para o jogador.

Pelas contas do estafe de Neymar, os 43 milhões de euros representam o valor bruto a que ele tem direito. Descontados impostos, a quantia sobrariam 26 milhões de euros (R$ 95,7 milhões).

No entendimento dos representantes do jogador, o valor compunha o salário dele, independentemente do tempo de contrato. E, além disso, existe a alegação de que a multa de 222 milhões (R$ 817,3 milhões) de euros paga pelo PSG serviu para indenizar o Barcelona de eventuais prejuízos, incluindo o fato de o atacante não cumprir o contrato, apesar de eventuais pagamentos feitos.