Blog do Perrone

Ofuscado por Mano, Alberto Valentim tem lobby no Palmeiras

Perrone

Com Danilo Lavieri e José Edgar de Matos, do UOL, em São Paulo

Assim que o Palmeiras oficializou a saída de Cuca, Alberto Valentim ganhou um lobby no clube para ser efetivado como treinador visando a próxima temporada. O apoio vem de conselheiros de diferentes correntes, mas não abala o favoritismo do cruzeirense Mano Menezes para ocupar o cargo.

O técnico interino é definido por seus defensores como estudioso, moderno, conhecedor do clube e bem relacionado com os jogadores. Ele também é visto como uma opção barata, o que, em tese, agradaria a Mustafá Contursi. O ex-presidente é um dos conselheiros mais influentes e prega permanentemente a austeridade financeira, apesar de atualmente as finanças alviverdes irem bem.

Recentes experiências bem-sucedidas com ex-assistentes também escoram os pedidos por uma chance para Valentim. São lembrados por conselheiros os nomes de Jair Ventura (Botafogo), Zé Ricardo (ex-Flamengo e hoje no Vasco) e do corintiano Fábio Carille.

Apesar de o ex-auxiliar agradar profissionalmente ao presidente do clube, Maurício Galiotte, a diretoria palmeirense avalia que não pode correr o risco em 2018 de mais uma vez precisar trocar de técnico durante a temporada. Isso dá força à escolha de alguém mais experiente, como Mano.

Ao falar sobre a saída de Cuca na semana passada, em entrevista coletiva, Galiotte elogiou o ex-auxiliar.  ''Ele ainda está em evolução, tem características modernas e hoje é o técnico do Palmeiras. Enquanto a gente não tiver nenhuma outra notícia, ele é o técnico do Palmeiras'', declarou o dirigente.

Após deixar o clube em dezembro do ano passado, Valentim retornou em junho a pedido de Cuca. Fora do Palmeiras, ele teve a oportunidade de trabalhar como treinador do Red Bull.

A chance de o interino ser efetivado é remota e passa por um eventual fracasso na tentativa do alviverde de contratar Mano. O Cruzeiro tenta manter seu comandante.