Blog do Perrone

Palmeiras vê Ricardo Goulart como sonho distante

Perrone

Contratar Ricardo Goulart para a próxima temporada é visto hoje como um sonho distante pela diretoria do Palmeiras. O jogador pensa em voltar ao Brasil, se não conseguir ir para a Europa, mas uma série de fatores fazem a direção alviverde ter poucas esperanças.

O atacante tem contrato com o Guangzhou Evergrande até 2020, é ídolo em seu clube e os chineses não precisam se desfazer de seus principais nomes para colocar dinheiro em caixa. Assim, uma compra não seria barata. Ele custou cerca de R$ 50 milhões ao seu atual time.

Nesse cenário, a avaliação da diretoria palmeirense é de que a negociação em definitivo custaria um valor que o clube não pode gastar. A alternativa seria convencer os chineses a emprestar o atacante. Mas por que eles topariam ceder um de seus principais jogadores sem uma bela compensação financeira? Os palmeirenses não acreditam que Goulart consiga dobrar os dirigentes de sua equipe a fim de ter a saída facilitada.

Porém, ainda que o brasileiro fosse emprestado, haveria outro problema para solucionar. O salário do atacante na China é muito acima do que o Palmeiras paga. Ou seja, de novo, seria preciso contar com a boa vontade do Guangzhou para quitar uma parte substancial dos vencimentos dele em caso de empréstimo. A diretoria palmeirense não crê nisso. E se ocorresse uma transferência definitiva, também seria necessário negociar uma importante redução nos salários de Goulart. E pra tudo dar certo, seria necessário vencer a concorrência de outros times brasileiros. Essa é, em tese, a parte menos complicada.

Por tudo isso, o Palmeiras só acredita na contratação se houver uma improvável reviravolta na situação do goleador.