Topo
Blog do Perrone

Blog do Perrone

Categorias

Histórico

MP tenta acordo, mas já prepara ação contra treinos abertos de finalistas

Perrone

05/04/2018 04h00

O promotor Paulo Castilho ainda tenta um acordo com Corinthians e Palmeiras para evitar que ambos façam treinos abertos ao público no próximo sábado às 10h. Caso isto não aconteça, porém, o Ministério Público já tem preparada uma ação para impedir que os últimos trabalhos dos times antes da decisão do Paulista sejam com a presença de torcedores.

A ideia do integrante do MP é  acionar a Justiça caso os times não alterem seus planos nesta quinta.

A ação está sendo preparada pelo promotor Luiz Ambra Netto (Consumidor). A peça vai pedir que a Justiça vete que os treinamentos sejam abertos ao público, caso aconteçam no mesmo horário. Em linhas gerais, a alegação, se não houver mudança, será de que os treinos simultâneos com plateia colocarão em risco a segurança dos consumidores (torcedores).

A Polícia Militar encaminhou ofício ao MP pedindo para que os eventos não ocorressem no mesmo horário. A PM alegou no documento que os treinamentos simultâneos "podem gerar sérios impactos na ordem pública da cidade de São Paulo tendo em vista o deslocamento de várias agremiações de torcidas rivais, principalmente pelo fato ocorrido em 4 de março de 2018, na cidade de Itaquaquecetuba, data em que houve morte de um torcedor tendo em vista briga generalizada entre duas torcidas rivais".

O confronto citado pela Polícia Militar aconteceu entre santistas e alvinegros, e o torcedor morto apoiava o time da capital.

Para Castilho, os clubes descumprem o Estatuto do Torcedor por não atenderem à recomendação, por isso, ele afirma que pode pedir na Justiça a destituição dos presidentes Andrés Sanchez e Maurício Galiotte em caso de graves episódios de violência.

Os dois clubes sustentam que não feriram o Estatuto do Torcedor. O Palmeiras alega que seguiu o protocolo avisando as autoridades públicas sobre o evento. Já o departamento jurídico do Corinthians aponta que o trecho do estatuto que trata das medidas de segurança a serem adotadas se refere a jogos, não a treinos.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Mais Blog do Perrone