Topo
Blog do Perrone

Blog do Perrone

Categorias

Histórico

Acusado de aliciar jogador do América-MG, Cruzeiro é barrado de torneio

Perrone

2017-04-20T19:04:00

17/04/2019 04h00

Acusado de aliciar um jogador das categorias de base do América-MG, o Cruzeiro foi barrado da Nike Premier Cup, importante competição sub-15 marcada para maio. A decisão foi tomada pelos organizadores depois de integrantes do Movimento dos Clubes Formadores do Futebol Brasileiro (MCFFB) enviarem uma carta ameaçando não jogar o torneio se a equipe da Toca da Raposa, que nega o aliciamento, participasse da disputa. Eles acusam os cruzeirenses de aliciarem o atacante Vítor Roque, de 14 anos, que deixou sua ex-equipe.

Os membros do movimento só aceitariam participar da competição com o Cruzeiro caso Vitor Roque fosse "devolvido" ao América ou se uma indenização fosse paga. Isso não aconteceu até agora.

VEJA TAMBÉM:

Por que lei não ajuda em briga por talento da base em Minas

No final da tarde desta terça (16), a assessoria de imprensa da Nike respondeu à pergunta feita pelo blog sobre o tema com a afirmação de que o Cruzeiro não estará na disputa. "A Nike acredita fortemente em ética e fair play, tanto nos negócios como no esporte, e, acatando a solicitação da maioria dos clubes inscritos na Nike Premier Cup, o Cruzeiro Esporte Clube não participará da competição", afirma nota enviada ao blog.

Por sua vez, os cruzeirenses negam ter aliciado o atleta do América. "Não fizemos nada de errado e não fomos comunicados que estamos fora da competição (Nike Premier Cup). Só ouvimos boatos vindos do América", afirmou Guilherme Cruz, superintendente de futebol de base do Cruzeiro. Em março, ele havia dito ao UOL Esporte que o jogador não tinha mais vínculo com o América, passou por testes e foi aprovado para atuar na base cruzeirense.

O movimento contra a presença do Cruzeiro no evento da Nike é só a primeira medida do MCFFB. "Se a situação continuar como está, vamos manter o boicote ao Cruzeiro nas próximas competições das categorias de base", disse Eduardo Freeland, presidente do MCFFB e coordenador das categorias de base do Flamengo. A ideia é manter o veto aos cruzeirenses em todas as competições de jovens que não forem organizadas por CBF, federações e Fifa. Copa São Paulo e Taça BH estão nessa relação.

"Não posso ser leviano de forçar o jogador a jogar pelo meu clube. Se ele quiser ficar no Cruzeiro, a legislação prevê que nesse caso seja paga uma indenização de até 200 vezes o que você investiu no jogador. O Cruzeiro primeiro disse que o atleta foi oferecido a eles, depois que fez uma peneira. Estou esperando a terceira versão", declarou Paulo Bracks, executivo de futebol de base do América.

Com Vítor Roque, o América foi vice-campeão mineiro da categoria sub-14 em 2018. O jogador terminou a competição como artilheiro, com oito gols.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Mais Blog do Perrone