PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Empresa cobra R$ 444,4 mil do Palmeiras por venda de zagueiro Henrique

Perrone

07/01/2020 04h00

A Link Assessoria Esportiva e Propaganda, do empresário André Cury, entrou em dezembro com ação na Justiça para cobrar do Palmeiras R$ 444.486,00 mais juros e correção.

O valor se refere à dívida que a empresa alega existir referente à venda do zagueiro Henrique ao Napoli, em 2014, por 3,8 milhões de euros.

A assessoria de imprensa do Palmeiras disse que o clube não foi notificado e que por isso não vai se manifestar.

A empresa sustenta que tinha direito a 7% da quantia recebida pelo alviverde. Aponta também que recebeu o pagamento de duas parcelas, mas que a última prestação, de 70 mil euros, não foi quitada.

Assim, cobra a dívida alegada e uma multa de outros 70 mil euros. Porém, estabelece que deve ser usada a cotação de janeiro de 2015. Foi dessa forma que a Link chegou aos cerca de R$ 444,4 mil.

Atualmente, a Fifa veta a cessão de direitos econômicos para terceiros que não sejam clubes. Porém, em 2012, quando o compromisso foi firmado, tal prática era permitida.

De acordo com documento anexado ao processo, o Palmeiras cedeu gratuitamente 20% dos direitos econômicos de Henrique para a empresa de Cury. Mas a Link repassou, com anuência do alviverde, 13% para a Marcosul Corretora de Mercadorias.

Na ação, a Link pede que o Palmeiras exiba a documentação relativa à venda. Outra solicitação é para que a CBF mostre se há em seus arquivos registro de que o alviverde recebeu todo o valor acertado com o Napoli.

Além de intermediar negociações entre diversos clubes e jogadores, Cury representa o Barcelona em negociações no Brasil. Assim como acontece em relação a uma série de grandes equipes brasileiras, o empresário tem histórico de operações com o Palmeiras.

No ano passado, Henrique foi liberado pelo Corinthians e acertou com o Al-Ittihad Kalba, dos Emirados Árabes.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone