PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Estatísticas apontam Boselli como trunfo corintiano na 'pré-Libertadores'

Perrone

05/02/2020 04h00

Sem medo de errar, o torcedor do Corinthians pode dizer que Boselli é uma das principais armas de seu time para tentar derrotar o Guaraní, nesta quarta (5), no Paraguai, pela segunda fase preliminar da Libertadores. Números do site especializado em estatísticas "Footstats" mostram a evolução do argentino em relação ao ano passado.

O crescimento do atacante vai além da quantidade de gols marcados. Boselli é um dos artilheiros do atual Campeonato Paulista com quatro gols em quatro jogos.

A média de um tento por partida contrasta com a marca ostentada por ele no Brasileirão do ano passado: 0,3. Foram 7 gols anotados em 22 jogos. Essa quantidade foi suficiente para o argentino terminar a competição nacional como artilheiro do Corinthians.

No Paulistão de 2020 Boselli tem se destacado também nas assistências.

O atacante é o corintiano que deu mais passes para gols até agora. Foram dois, mesmo número que registrou em 22 apresentações no último Campeonato Brasileiro. No Estadual deste ano, apenas Chico do Mirassol tem média melhor em relação ao corintiano com uma assistência por partida.

A finalização tem sido outro ponto forte de Boselli em 2020. O argentino é o jogador que mais acerta finalizações em média no Paulista ao lado de Júnior Todinho, do Guarani. Cada um faz em média dois arremates com perfeição por partida.

A evolução do argentino acontece no momento em que o Corinthians opta por ser mais ofensivo graças a seu novo treinador (Tiago Nunes). O alvinegro tem o melhor índice de acerto de finalizações do Paulista: 53%. Os corintianos estão empatados com os são-paulinos com a melhor média de conclusões certas por partida. Cada um arremata 7,3 vezes com perfeição por jogo.

No último Brasileirão, com Carille e depois Coelho no comando, o Corinthians registrou média de 4,3 conclusões corretas. Seu índice de acerto foi de 35,8%.

 

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone