PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Clubes se ofereceram, mas só Fortaleza é alvo, segundo emissário de russo

Perrone

05/03/2020 04h00

O blog e entrevistou Leonardo Cornacini, que participou de reunião na última terça (3) com o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, como um dos representantes do russo Ivan Savvids.

Sem revelar nomes, ele afirmou que outros clubes brasileiros se ofereceram para serem comprados pelo magnata, mas que o interesse do bilionário, em se tratando de equipes brasileiras, é apenas no tricolor cearense.

O representante no Brasil do PAOK , clube grego controlado pelo russo, também falou sobre o resultado do encontro confira abaixo.

Blog do Perrone – Como foi a conversa com Marcelo Paz, qual a conclusão?

Leonardo Cornacini – Foi muito boa. Marcelo é diferente. Conversando com ele a gente entende por que o Fortaleza está nas condições em que está hoje. É um cara que tem uma mentalidade, um pensamento e um modo de trabalhar completamente diferente do que está no mercado hoje. A conclusão de tudo foi: a gente vai manter contato, eu vou alinhando com ele sobre o que possa vir a acontecer. Ele também vai me posicionar, e a gente vai ficar em contato. Foi bom o encontro para a gente se conhecer, para a gente saber com quem a gente está falando. Ele também teve bastante confiança em nós, como tivemos nele.

Blog – Vocês reafirmaram que Ivan Savvids só tem interesse em comprar o Fortaleza. Paz considera mais viável uma parceria ou um contrato de patrocínio. Como superar isso?

Cornacini – Investir (sem comprar) eu acho que é muito complicado. Até para ter um retorno, até para ter um lucro. Então, a intenção dele, como ele fez no PAOK, é sempre a mesma, comprar. 

Blog – Outros clubes brasileiros procuraram vocês? Pode falar quais? Pode sair negócio com eles?  

Cornacini – Olha, teve procura de outros clubes (brasileiros). Também existiram empresas que vieram atrás de nós, intermediários que vieram atrás de nós, clubes que queriam sentar com a gente, que se ofereceram. Conversamos com outras pessoas no início. Mas, como eu já tinha dito, é o Fortaleza o clube que estrategicamente para tudo isso é favorável. Depois que você conversa com um cara como o Marcelo, um cara que viveu Série C, Série B, Série A, tem total conhecimento do clube, um cara que sem um bilionário russo por trás fez tudo isso acontecer, a gente entende o posicionamento que o Rogério Ceni teve na semana passada porque realmente ele tem um diretor esportivos que é diferente. Então, hoje não existe nenhuma possibilidade a não ser com o Fortaleza, com o Marcelo.

BlogQual o próximo passo da conversa com o Fortaleza?

Cornacini – Estudar situações, ver as possibilidades, ver como pode ser gerido tudo isso. Uma coisa que a gente conversou na reunião, eu, o Marcelo e meu irmão (Eduardo Cornacini), é que está na mão de Deus. A gente está fazendo a nossa parte. E, se for para acontecer, a gente tem certeza que, com paciência, com cautela, com muito cuidado e responsabilidade a gente vai fazer isso acontecer. O próximo passo vai ser sempre estar em contato. Independentemente de tudo isso, ficou a amizade, ficou o respeito Foi importante e vamos tentar viabilizar.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone