PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Em site, Ministério da Saúde agora destaca mais recuperação do que mortes

Perrone

26/05/2020 10h25

 

Reprodução do painel sobre covid-19 do Ministério da Saúde

 

ESPECIAL NOVO CORONVÍRUS

O Ministério da Saúde mudou a importância que dá aos dados referentes à pandemia em sua página que traz um painel sobre a Covid-19, a "covid.saude.gov.br". O número de doentes recuperados passou a ser o primeiro dado a aparecer na página. Suas letras e números estão em tamanho maior do que os referentes à quantidade de óbitos, como mostra a reprodução acima, feita nesta terça (26). Vale lembrar que atualmente a pasta está sob o comando interino do general Eduardo Pazuello, afinado com o presidente Jair Bolsonaro, que várias vezes minimizou a pandemia.

Quando o painel foi criado, ainda sob a gestão de Luiz Henrique Mandetta, ex-ministro da saúde, as quantidades de casos confirmados e de óbitos, além do índice de letalidade da doença apareciam em letras e números do mesmo tamanho. Nesse espaço do site, o principal, não havia informações sobre pacientes recuperados. A prioridade era para o número de casos, como é possível ver na imagem abaixo, de março.

Reprodução

Indagada pelo blog sobre agora sobre os dados a respeito dos óbitos aparecerem em letras e números menores, a assessoria de comunicação do Ministério da Saúde respondeu apenas: "todas as informações referentes ao coronavírus estão sendo divulgadas nos diversos canais da pasta."

Ficaram sem respostas as seguintes perguntas:

1 – Quais os motivos para a mudança?

2 – Há uma estratégia para dar mais destaque ao número de recuperados? Quem elaborou essa estratégia? Houve pedido da presidência para isso?

3 – Há uma estratégia para destacar mais investimentos da pasta do que dados sobre os afetados pela pandemia? 

 

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone