PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Veja como possíveis candidatos planejam estancar déficit do Corinthians

Perrone

15/06/2020 04h00

Por conta do déficit de R$ 177 milhões apresentando pelo clube em seu balanço de 2019, a redução de gastos ganhou ainda mais importância na eleição para a presidência do Corinthians, prevista para 28 de novembro.

Nesse cenário, o blog procurou os possíveis postulantes ao cargo para falar sobre o tema.

A mesma pergunta foi enviada para Augusto Melo, que já anunciou sua pré-candidatura, e para os possíveis candidatos Mário Gobbi, ex-presidente, e Paulo Garcia. Apenas Garcia não enviou resposta até a publicação deste post. Abaixo, confira a pergunta e as respostas.

Blog do Perrone – Quais as três primeiras medidas que você vai tomar para reduzir o déficit anual do Corinthians, se for eleito?

Augusto Melo –  Teremos um conjunto de ações que irão auxiliar na redução do endividamento do clube. No período de transição vamos fazer um escaneamento de todo o Corinthians para conhecer quais são as dívidas e despesas que o clube tem. A partir dessa análise tomaremos três medidas imediatas:

1 – Não gastar mais do que arrecada. A partir da aplicação de um sistema de controle interno, com a implantação do compliance, teremos um planejamento pensado na eficiência das operações. Isso vai nos permitir diminuir gastos para adequar os custos do clube ao real orçamento disponível. Iremos rever todos os contratos de serviço e profissionalizar os departamentos. Hoje o Corinthians gasta muito e mal.
2 – Redução da quantidade de jogadores do time profissional. Não é possível ter um excesso de contratados que não são utilizados nos jogos. Essa prática é nociva ao clube e gera um gasto com folha de pagamento desnecessário para o Corinthians. É preciso contratar com qualidade e não quantidade.
3 – Rever os contratos de todos os jogadores emprestados, que não trazem mais produtividade e ganho esportivo para o clube, para diminuir a folha de pagamento, que hoje gira em torno de R$ 13 milhões por mês.

Mário Gobbi – Ressalto que ainda não decidi sobre minha candidatura, sigo em fase cada vez mais intensa de estudos. Para as questões de finanças, meu consultor tem sido o professor doutor Oscar Malvessi, quem pedi para responder suas questões:

1- Saneamento financeiro com reestruturação geral nos gastos e estrutura operacional do clube;
2- renegociação dos contratos, financiamentos e dívidas;
3- revisão das contratações, ampliação das alternativas de receitas e novo sistema de comunicação com os associados e "stakeholders" do clube.

 

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone