PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

Com simplicidade, Corinthians conquista vaga na final do Paulista

Perrone

02/08/2020 18h14

Tiago Nunes foi contratado para fazer uma complexa transformação no estilo de jogo do Corinthians, mas foi com simplicidade que ele ajudou a colocar o alvinegro na final do Paulista.

A chance de tentar o tretacampeonato chegou com uma defesa arrumada, que não levou gols em quatro jogos. E fazendo o arroz com feijão no ataque. Os gols vieram com a bola aérea e com a finalização certeira de um volante, Éderson. Ele fez o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Mirassol, neste domingo (2), mais uma vez acertando um um belo chute.

O fato de o Mirassol perder Juninho, expulso, foi fundamental, é verdade. Nessa retomada após a parada por conta da pandemia de covid-19, perder  jogador por cartão vermelho é dano praticamente irreversível por causa da falta de preparo físico ideal.

A parada parece ter ajudado o alvinegro a encontrar a simplicidade como opção. São poucos jogos para executar todas as transformações que não foram feitas durante quase toda a primeira fase em busca de um futebol ofensivo.

O Corinthians finalista joga sem sofisticação, mas é bem treinando. Eficiência na bola parada depende de muito treino, assim como organização tática e eficácia defensiva. O bom comportamento defensivo corintiano, no entanto, não pode ser confundido com retranca.

O novo Corinthians não é ofensivo como a maioria esperava, mas tem equilíbrio entre ataque e defesa. Mesmo com seu cardápio pouco variado de jogadas, pode levantar o tetracampeonato.

 

 

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone