PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Contra Atalanta, Neymar esteve confortável como nunca para liderar PSG

Perrone

12/08/2020 18h29

Neymar liderou o PSG na conquista da vaga nas semifinais da Liga dos Campeões de uma forma que poucas vezes fez com a camisa do time parisiense.

O brasileiro já teve atuações até melhores por sua atual equipe do que na vitória desta quarta (12) por 2 a 1 em cima da Atalanta. Mas, raramente exibiu pelo PSG um papel de líder tāo completo.

Além de representar a liderança técnica, teve cabeça fria para comandar os companheiros rumo à virada nos últimos minutos. Não sentiu a pressão.

Até sua comemoração teve vibração e interação com os companheiros dignas de dono do time. Mas um dono genoroso.

O abraço carinhoso em Tuchel ao final ajudou a consolidar a liderança exibida pelo brasileiro durante a partida.

Nem parecia que o astro da seleção brasileira já teve uma relação conflituosa com treinador, clube e torcida. Quem nāo conhece a história difícilmente acreditaria que o brasileiro já quis tirar dinheiro do bolso para deixar o PSG e voltar ao Barcelona.

Nāo me lembro de ter visto Neymar tāo confortável para liderar o time de Paris como nesta quarta.

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone