PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

Estatísticas mostram defesa corintiana menos desprotegida

Perrone

08/10/2020 10h43

Dyego Coelho começa a alcançar pelo menos uma de suas metas desde que substituiu Tiago Nunes no Corinthians: deixar a defesa menos exposta.

Principal prova disso foi dada no empate em um gol contra o Santos na última quarta (7). O time do ex-lateral sofreu apenas sete finalizações na partida inteira, de acordo com o site especializado em estatísticas SofaScore. A marca é inferior à metade da média de arremates corintianos sofridos por jogo no Brasileirão, que é de 15 conclusões, segundo o site WhoScored.

No último jogo sob o comando de Nunes, o Corinthians sofreu o triplo de finalizações em relação à partida com o Santos. Na ocasião, segundo o SofaScore, o Palmeiras fez 21 arremates para vencer por 2 a 0.

No primeiro jogo sob o comando de Coelho, o Corinthians viu o Fluminense finalizar 15 vezes e ganhar por 2 a 1.

Depois, o Corinthians venceu o Bahia em casa, por 3 a 2, mas o adversário  chegou à marca de 25 finalizações.

Depois, contra o Sport, em Recife, a estratégia  de Coelho para proteger mais a defesa começou a mostrar resultados.  O alvinegro perdeu por 1 a 0, mas diminuiu o número de arremates do adversário. Sport conseguiu concluir 9 vezes.

Porém, o problema voltou contra o Atlético-GO.  Apesar do empate sem gols em Itaquera, o visitante fez 17 finalizações.

Contra o Red Bull Bragantino, no último sábado, em outro 0 a 0, a meta corintiana foi alvejada dez vezes.

Em três dos quatro últimos jogos, o alvinegro sofreu menos finalizações do que sua média na competição. A evolução, aparentemente está ligada à entrada do volante Gabriel nos últimos dois confrontos e à cobrança  de Coelho para que os atacantes ajudem na marcação,  principalmente na saída de bola do oponente.

Quando a atual comissão  técnica assumiu, uma das primeiras avaliações foi a de que a meta de Cássio estava muito desprotegida. Há um consenso na comissão de que um número alto de conclusões contra seu gol aumenta as chances de o goleiro falhar, mesmo se tratando de um profissional do nível de Cássio. Nos últimos três jogos, ele sofreu só um gol.

Apesar da evolução, o Corinthians tem a terceira defesa que mais sofre finalizações  em média no Brasileiro. Depois da derrota para o Fluminense, a equipe paulista liderava esse ranking, com média de 15,8 arremates contra sua meta.  Hoje, o posto é ocupado pelo Sport, que tem sua meta golpeada 15,4 vezes em média.,

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone