Blog do Perrone

Arquivo : Conselho de Administração

Vendas geram incertezas em conselho de administração do São Paulo
Comentários Comente

Perrone

As recentes negociações de jogadores feitas pelo São Paulo geram dúvidas no conselho de administração do clube. Membros do órgão não sabem dizer se elas aliviam as finanças sem prejudicar a disputa por títulos. Também existe incerteza sobre se as transferências estão encerradas ou outras ainda podem acontecer nesta janela europeia. Rodrigo Caio é um dos jogadores que despertam interesse de clubes estrangeiros.

O blog ouviu três dos nove membros desse conselho. Todos disseram que precisam de informações da diretoria para avaliar as negociações. Só um deles, Adilson Alves Martins, falou sem ter seu nome ocultado no post.

“Não sei dados concretos sobre a negociação e qual a finalidade do recurso, se será para amortizar dívida ou parte (vai ser usada) para investimento. Por isso não consigo responder”, disse Martins, que era diretor financeiro antes de entrar no conselho de administração, ao ser indagado sobre sua opinião em relação às vendas.

Ele foi o responsável pelo orçamento deste ano, que previa arrecadação de cerca de R$ 60 milhões com a negociação de atletas. De acordo com o blog do Marcel Rizzo, esse valor chegará a R$ 125 milhões, caso se confirmem as saídas de Luiz Araújo e Thiago Mendes.

O clima de incerteza em relação a quanto as negociações podem afetar a força da equipe agora ou num futuro próximo, já que jovens talentosos foram vendidos, acontece principalmente porque a diretoria não explicou ao conselho de administração as operações e seus objetivos. Isso só vai acontecer na próxima reunião do órgão, dia 12 de junho.

Elias Barquete Albarello, diretor financeiro do São Paulo, disse ao blog que não poderia comentar a situação financeira da agremiação e nem as vendas de jogadores sem antes falar aos conselhos do clube.

O sentimento dos outros dois membros do conselho de administração ouvidos é de que existe urgência em melhorar a saúde financeira tricolor, mas há receio de que a competitividade do time seja afetada. Um deles afirmou que não adianta a diretoria fazer dinheiro com jovens promissores e manter no time atletas com altos salários e rendimento abaixo do esperado. Wesley foi citado como exemplo.

David Neres, Augusto Galván e Lyanco estão entre os jogadores negociados desde janeiro.

 


Conselho de Administração do São Paulo tenta blindar Rogério Ceni
Comentários Comente

Perrone

Com José Eduardo Martins, do UOL, em São Paulo

Reunião do Conselho de Administração do São Paulo na noite desta segunda (15) mostrou que apesar dos maus resultados recentes Rogério Ceni não balança no cargo. Pelo menos se os cartolas se mantiverem fiéis ao que conversaram entre eles no encontro. A decisão foi de que todos vão apoiar o treinador.

O futebol não estava entre os temas centrais da sessão, que durou cerca de 2 horas e 15 minutos, mas foi discutido, e o grupo demonstrou grande preocupação com a fase atual do time. Porém, além do apoio a Rogério, ficou decidido também demonstrar confiança no diretor executivo de futebol, Vinicius Pinotti.

Entre os membros do Conselho de Administração estão o ex-jogador Raí, o presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva e o candidato de oposição derrotado na última eleição, José Eduardo Mesquita Pimenta.

O órgão também elaborou um cronograma para ouvir o planejamento de cada diretor executivo. Os conselheiros assinaram um termo de confidencialidade por meio do qual se comprometeram a não falar publicamente sobre os temas debatidos.

Enquanto o Conselho de Administração tenta dar sustentação a Rogério, a segunda maior torcida organizada do clube faz críticas ao treinador. A Dragões da Real questionou em sua página na internet se o técnico é “incaível” e deu a ele o título de bola murcha do time na derrota tricolor por 1 a 0 diante do Cruzeiro no último domingo pela primeira rodada do Brasileirão.


Novo round eleitoral no Flamengo aciona polícias militar e civil
Comentários Comente

Perrone

O processo eleitoral no Flamengo tem um novo confronto entre situação e oposição. O presidente do Conselho Fiscal, Leonardo Ribeiro, enviou ofício aos conselheiros informando que quer reforço policial para a reunião que homologará as chapas candidatas.

No comunicado, ele pede para o Conselho de Administração enviar requerimento ao 23º Batalhão da Polícia Militar, para 14ª Delegacia de Polícia e “demais órgãos de segurança pública”. O objetivo é solicitar proteção aos membros do órgão no próximo dia 8, quando discutirão as homologações.

Ele usa um post com  conteúdo ofensivo para justificar a medida. E alega que o suposto autor é um sócio que mora no interior e integra a oposição.

O texto, sem assinatura, foi publicado em blog mantido por opositores e fala na possibilidade de um complô para que a candidatura de Wallim Vasconsellos seja impugnada. E promete que os votos serão divulgados para a torcida saber quem se posicionou contra. “Não é uma ameaça, é uma promessa”, diz o manifesto, já retirado do blog. Um palavrão foi escrito para dizer que o grupo não será derrotado no tapetão nem a pau.

Colaboradores de Wallim dizem que nenhuma ameaça foi feita e que o presidente do Conselho Fiscal tomou uma atitude política.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>