Blog do Perrone

Arquivo : Guilherme Arana

Bolada à vista deixou Guilherme Arana perto do Sevilla
Comentários Comente

Perrone

Um acordo sobre a forma de pagamento deixou Guilherme Arana próximo do Sevilla. O blog apurou que os espanhóis aceitaram pagar cerca de 50% de aproximadamente 11 milhões de euros (R$ 41,4 milhões) à vista por 80% dos direitos econômicos. A decisão atende ao desejo dos corintianos de pegar uma bolada logo de cara para fechar o negócio.

A proposta inicial era de uma entrada menor e mais prestações. O blog não teve acesso ao número de parcelas acordado.

Um dos envolvidos na negociação afirma que faltam detalhes para a venda ser concretizada. A expectativa é que o martelo seja batido até o próximo dia 15.

Os valores que serão pagos ao jogador também já estão apalavrados.

O Corinthians queria 15 milhões de euros (R$45, 5 milhões) por 100% dos direitos referentes ao lateral, mas não convenceu a diretoria espanhola a subir o preço. Inicialmente, o Sevilla estava disposto a pagar 12 milhões de euros para ter os direitos integrais. O alvinegro tem 40% dos direitos econômicos de Arana, e o restante pertence a empresários. Essa proporção deve ser mantida em relação aos 20% que não serão vendidos, caso o negócio seja oficializado. Ou seja, 12% seriam dos investidores e 8% do alvinegro.

Mesmo se fechar o negócio em novembro, a ideia da direção alvinegra é anunciar o acordo apenas depois do Brasileirão. Flávio Adauto, diretor de futebol do Corinthians, não respondeu à mensagem enviada pelo blog até a publicação deste post.


Preparo físico gera clima de desconfiança no Corinthians
Comentários Comente

Perrone

Com Diego Salgado, do UOL, em São Paulo

Uma rede de desconfianças e críticas compõe o cenário da brusca queda de rendimento do Corinthians no segundo turno do Brasileirão. A trama envolve suspeitas de falta de comprometimento e cuidado com o físico por parte de jogadores. Mas também há queixas de supostas falhas de profissionais que zelam pela saúde dos atletas.

Enquanto torcedores e conselheiros criticam a condição física de parte do elenco, há na comissão técnica quem entenda que a culpa é de atletas que não cuidam do corpo como deveriam na hora das folgas. Não estariam comprometidos com o grupo.

Fonte com trânsito na comissão técnica afirmou ao blog que a saída de alguns jogadores do time titular por questões físicas chegou a ser discutida. Porém, Fábio Carille optou pela manutenção deles. Indagado sobre a veracidade do episódio, por meio de sua assessoria de imprensa o treinador afirmou que não se manifestaria. Walmir Cruz, preparador físico corintiano, disse que não pode dar entrevistas individuais por orientação da diretoria.

Rodriguinho, Jadson e Arana são os atletas cobrados por conselheiros e torcedores por supostamente não estarem descansando suficientemente nas folgas, o que estaria prejudicando a preparação física deles.

“Eu posso te garantir que nunca faltou vontade. Tive uma contusão que me atrapalhou. Mas pode ter certeza que todos estamos muito dispostos, determinados e vamos atrás do objetivo  principal”, disse Arana à reportagem por meio de sua assessoria de imprensa. Os assessores de Jadson e Rodriguinho declararam que eles não falariam sobre o tema.

Antes do jogo contra a Ponte Preta, a concentração do elenco foi antecipada em um dia. A medida é costumeira em clubes que acreditam que seus jogadores não se cuidam de maneira correta fora do trabalho. Ao comentar o assunto na semana passada em enrevista no CT corintiano, Flávio Adauto negou que a medida tenha sido adotada para evitar boleiros na noite. “A preocupação não é que eles saiam, é sim que durmam cedo e se alimentem bem”, disse o diretor de futebol, atribuindo a decisão a Carille.

Insatisfação

Mas, do lado dos jogadores as reclamações são outras. Integrantes de estafes de atletas alegam que parte do elenco está descontente com médicos e outros responsáveis por cuidar deles. As críticas são referentes a supostas demoras para diagnosticar corretamente jogadores contundidos, lentidão em algumas recuperações e falhas que teriam ocorrido na análise de atletas mais propensos a “estourar” por causa do desgaste físico.

Um dos casos citados pelos que criticam o departamento médico corintiano é o de Guilherme Arana. Ele sofreu uma lesão muscular na coxa contra o Vitória, em agosto e voltou em outubro diante do Vasco, mas fez seis jogos no Brasileirão sentido dores. Só atuou voltou a atuar sem estar dolorido contra o Botafogo. Ivan Grava, médico do Corintians, diz que o jogador teve uma fibrose (aumento de tecidos durante a cicatrização) e que ela é normal em atletas que se recuperam de lesões semelhantes. Declarou ainda que Arana havia dito para ele estar sem dores.

Outro caso apontado pelos que questionam o departamento médico é o de Pablo. O zagueiro não jogou contra o Atlético-PR por causa de uma contratura na coxa. O jogador não criticou os médicos, mas, internamente, quem reclama do departamento questiona o fato de ter havido demora na realização de uma ressonância magnética para melhor avaliação. Ele vinha sendo examinado por meio de ultrassom, que nada apontava, mas continuava se queixando de dores e ficou fora da partida contra o Coritiba, na qual se esperava que ele jogasse. O atleta então treinou dois dias para enfrentar o Bahia. Depois do segundo treino, o jogador apontou dores de novo. Só então foi feita a ressonância que detectou uma contratura com prazo de recuperação entre 7 e 10 dias. A suspeita dos críticos dos médicos corintianos é de que, se tivesse sido feita antes, a ressonância já teria apontado o problema.

Grava, porém, rebate essa versão. Afirma que a lesão foi num local diferente daquele que vinha sendo examinado. Afirmou também que o ultrassom identifica contraturas. Mas, segundo ele, o exame só não foi feito novamente, de acordo com o médico, porque era feriado, e o profissional que opera o aparelho no CT estava de folga. Nesse cenário, foi escolhida a ressonância. O médico sustenta que não houve falha.

É sob essa nuvem de suspeitas que o time treina em busca de uma vitória contra o Palmeiras, domingo, para estancar seus maus resultados e ficar mais perto do título Brasileiro.

 


Sevilla acena com R$ 44,1 milhões por Arana e também ouve não
Comentários Comente

Perrone

Arana durante treino do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

Por meio de intermediário, o Sevilla avisou o Corinthians que estava disposto a enviar uma oferta oficial de aproximadamente 12 milhões de euros (cerca de R$ 44,1 milhões) por Guilherme Arana para ter o lateral esquerdo agora. Os espanhóis ouviram que o clube brasileiro só aceita negociar o jogador por cerca de 20 milhões de euros e  para ele se transferir depois do Campeonato Brasileiro.

A equipe espanhola se assustou com a pedida. Mas, de acordo com quem acompanhou a tratativa, ainda tem interesse no atleta e não sabe se fará nova tentativa.

O CSKA, da Rússia, já tinha acenado com 15 milhões de euros (aproximadamente R$ 55,1 milhões) e ouvido um não dos corintianos.

O alvinegro é dono de 40% dos direitos econômicos do jogador. O restante pertence a investidores. Entre os outros donos está Fernando Garcia, ex-conselheiro do clube.

Outro que teve uma sondagem recusada foi o francês Bordeaux, disposto a pagar 9 milhões de euros (R$ 33 milhões) e a ceder os direitos de Pablo, fixados em 3 milhões de euros (R$ 11 milhões) para ter Arana agora. O Corinthians acabou comprando os direitos do zagueiro dando como parte de pagamento os 15% a que teria direito numa futura negociação do ex-atacante corintiano Malcom, que deve ser vendido pelos franceses.

A direção alvinegra segue confiante sobre conseguir manter seu lateral esquerdo titular até o final do ano, apesar do assédio europeu.


CSKA prepara oferta por corintiano Arana
Comentários Comente

Perrone

O CSKA planeja apresentar nos próximos dias uma oferta por Guilherme Arana ao Corinthians. Um intermediário brasileiro ficou encarregado da missão.

A intenção dos russos é gastar entre 8 milhões e 10 milhões de euros (de R$ 30,1 milhões a R$ 37,7 milhões), conforme apurou o blog para ter o lateral-esquerdo imediatamente. Mas a direção corintiana pretende manter o jogador até o final do Brasileiro.

Só uma oferta na casa dos 15 milhões de euros (R$ 56,6 milhões) pode fazer a diretoria alvinegra mudar de ideia e liberar o atleta agora. O clube tem 40% dos direitos do jogador, e o restante pertence a investidores.

Nesse cenário, o CSKA está perdendo para o Bordeaux. Como revelou o blog, o clube francês avançou na negociação para receber Arana depois do campeonato nacional e ceder agora, definitivamente, os direitos econômicos de Pablo. As duas diretorias vão conversar ainda no início desta semana para tentar fechar a negociação.

O Bordeaux pode chegar até 9 milhões de euros (R$ 33,9 milhões) parcelados, mas a proposta fica mais gorda com os direitos de Pablo, que custariam 3 milhões de euros (R$ 11,3 milhões) para o Corinthians hoje, se houver oferta de outro clube, ou em dezembro, quando termina seu empréstimo.

Em meio ao interesse de times estrangeiros, o lateral combinou com seus representantes que não quer se envolver nas tratativas para manter a concentração nos jogos de sua equipe atual.

 


Estafe blinda Arana de interesse de europeus até final do Paulista
Comentários Comente

Perrone

Na mira de clubes europeus, o corintiano Guilherme Arana ganhou blindagem de seu estafe para que as sondagens de times interessados não o atrapalhem durante a final do Campeonato Paulista.

Os membros da Elenko Sports, empresa que cuida da carreira do lateral, decidiram não falar com o jogador sobre o assunto transferência até o segundo jogo decisivo contra a Ponte Preta acabar. Eles também não irão tratar do tema com a diretoria alvinegra nesse período. Entrevistas sobre o futuro do jogador estão vetadas.

Manchester United, Internazionale de Milão e Lyon estão entre os que mantêm Arana no radar.

A expectativa dos empresários ligados ao Lateral é de que ele seja negociado por cerca de 10 milhões de euros (R$ 34,5 milhões).

 O Corinthians tem 40% dos direitos econômicos do atleta vindo das categorias de base do clube. O restante pertence a investidores.


Estafe de Arana espera por proposta inglesa pelo lateral corintiano
Comentários Comente

Perrone

O estafe de Guilherme Arana espera que o Corinthians receba em breve uma proposta do futebol inglês pelo jogador. O nome do clube é mantido em sigilo pelos envolvidos no negócio.

Em novembro do ano passado, Fernando Garcia, um dos sócios da empesa gestora da carreira do lateral, afirmou ao site da Fox Sports que o Manchester United monitorava o atleta e havia feito sondagem sem falar em valores.

A expectativa é de que a oferta oficial seja de aproximadamente 10 milhões de euros.

O alvinegro possui 40% dos direitos do lateral. O restante pertence a investidores com interesse na transferência, que ocorreria após a atual temporada europeia.

Não é a primeira vez que o estafe de Arana acredita na chegada de proposta da Europa. A diferença agora é o fato de ele ter se firmado como titular, atravessando o melhor momento da carreira.


Oswaldo vai encontrar “órfãos” de Carille no Corinthians
Comentários Comente

Perrone

Em sua volta ao Corinthians, Oswaldo de  Oliveira terá que lidar com parte do elenco que defendia a permanência do interino Fábio Carille. Esse grupo argumenta que o ex-auxiliar de Cristóvão Borges tem potencial para se tornar treinador do clube e que já conhecia o elenco, algo que Oliveira ou outro treinador que chegasse teria pouco tempo para fazer enquanto busca uma vaga na próxima Libertadores.

Marciel, Lucca, Guilherme Arana, Giovanni Augusto e Guilherme estão entre os que aprovavam a continuidade do trabalho de Carille, sem se manifestarem especificamente contra ao nome de Oliveira.

Na última quarta-feira, parte dos atletas que queria ver o interino por mais tempo no cargo reforçou essa posição em conversa com Edu Ferreira depois da vitória por 4 a 2 sobre o Santa Cruz. Eles expuseram ao ex-diretor de futebol a vontade de que todos seguissem juntos até o final do Brasileiro. Isso incluía não só Carille, mas Edu. Os jogadores já sabiam da possibilidade de o diretor entregar o cargo por sua opinião de não contratar Oswaldo não ter sido ouvida.

No mesmo dia, Walter, Balbuena, Pedro Henrique, Guilherme e Giovanni Augusto fizeram manifesto em rede social para defender Carille e Willians, alvos de críticas da torcida. Alguns atletas chegaram a cogitar fazer o mesmo por Edu.


Inter de Milão mira Arana para emprestar ao Bologna. Corinthians tem 40%
Comentários Comente

Perrone

A Inter de Milão está interessada em pagar 4 milhões de euros por Guilherme Arana, reserva no Corinthians, e emprestar o jogador para o Bologna, a fim de dar mais rodagem a ele.

A expectativa de empresários que participam do negócio é de que uma proposta oficial seja enviada nesta semana ao clube brasileiro.

Se ela chegar, o alvinegro ficará com 1,6 milhão de euros, caso o negócio seja concretizado por 4 milhões de euros. O clube tem apenas 40% dos direitos econômicos do lateral. Os outros 60% pertencem a Elenko Sports, que tem como um de seus sócios Fernando Garcia, irmão do ex-candidato à presidência do clube Paulo Garcia.

A grande quantidade de atletas ligados a ele no Parque São Jorge gera críticas de conselheiros até da situação. Malcom, Lucca, Matheus Pereira, Uendel,Walter e Marlone também estão entre os atletas da carteira de Garcia.

O empresário se afastou do Conselho Deliberativo depois de diversas queixas de seus colegas. Isso porque o estatuto corintiano proíbe conselheiros de fazerem negócios com o clube.

Nunca é demais lembrar que hoje a Fifa proíbe empresários e empresas de adquirirem direitos econômicos de jogadores.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>