Blog do Perrone

Arquivo : Paulinho

Opinião: Tite mudou rumo da carreira de Paulinho com nova chance na seleção
Comentários Comente

Perrone

A contratação de Paulinho pelo Barcelona simboliza quanto uma convocação para a seleção brasileira pode mudar a vida de um jogador. Quase esquecido na China, o volante voltou a atuar pelo Brasil mais pela confiança depositada nele por Tite do que pelo seu rendimento naquele momento.

O jogador aproveitou a chance e se transformou num dos principais jogadores da equipe. Virou fundamental para a seleção e fez por merecer sua volta à elite do futebol.

Apesar de seus enormes méritos pessoais, o ex-corintiano deve agradecer a Tite pelo fato de aos 29 anos ter a maior oportunidade de sua vida. Se suas atuações estivessem restritas ao futebol chinês, por melhor que fossem, dificilmente ele chamaria a atenção do Barça ou de outro gigante europeu. Certamente não encontraria alguém disposto a pagar 40 milhões de euros (cerca de R$ 151 milhões).

Agora Paulinho terá o maior desafio de sua carreira. Depois de não decolar no Tottenham, tem o que pode ser sua derradeira chance de mostrar ser um jogador de ponta na Europa.

A missão é mais desafiadora do que brilhar na seleção brasileira porque no time nacional ele conta com um técnico que conhece muito bem suas virtudes e defeitos e que montou um esquema no qual ele tem papel fundamental. No Barcelona tudo será novo. A cobrança será diária, enquanto a seleção se reúne de tempos em tempos. Pela solidez de esquema tática que o Barça já possui, a tendência é que ele seja menos decisivo do que é na seleção. Ou seja, terá que lutar mais para se destacar.

Porém, se conseguir brilhar tanto no Barcelona como tem feito na seleção, Paulinho vai alcançar um patamar que talvez ele mesmo não esperasse mais.

Para Tite, a transferência pode ser ótima ou péssima. Se o volante deslanchar na Catalunha, a seleção brasileira ganha pelo fato de ele trocar o futebol chinês por competições de primeira linha. Se ficar na reserva, poderá perder ritmo de jogo e ter seu desempenho pelo Brasil afetado perto da Copa do Mundo da Rússia.


Barcelona vê como certa contratação de Paulinho
Comentários Comente

Perrone

Após seguidas recusas do Guangzhou Evergrande em negociar Paulinho, o Barcelona vê uma reviravolta na situação e já dá como certa a contratação do volante.

O clube catalão se recusa a pagar a multa rescisória de 40 milhões de euros (R$ 146,6 milhões), mas se vê perto de fechar a operação na casa dos 30 milhões de euros (R$ 109,9 milhões).

A conversa entre as duas agremiações evoluiu após a postura inicial dos chineses de só aceitarem a liberação mediante o pagamento da multa. O volante da seleção brasileira insistiu com seus patrões que quer jogar no Barça, o que pesa na negociação.

O clube asiático chegou a recusar uma oferta de 20 milhões de euros (R$ 73,3 milhões) e outra de 27 milhões de euros (R$ 98,9 milhões).

Entre Paulinho e Barcelona nunca houve entraves. O jogador mostra entusiasmo pela oportunidade de atuar ao lado de alguns dos principais atletas da atualidade, como Messsi e Neymar, desejado pelo PSG.

Jogar no Barcelona representaria para ele a chance de se preparar para a Copa do Mundo da Rússia em um nível mais alto do que disputando o Campeonato Chinês.

 


Nova proposta do Barcelona por Paulinho pode chegar a R$ 100,4 milhões
Comentários Comente

Perrone

O Barcelona prepara uma nova proposta para o Guangzhou Evergrande por Paulinho que pode chegar a 27 milhões de euros (aproximadamente R$ 100,4 milhões). O número final ainda não tinha sido fechado até a conclusão deste post.

Os chineses já recusaram 20 milhões de euros (R$ 70,3 milhões) propostos pelos espanhóis. Desde então, como mostrou o UOL Esporte, o volante passou a esperar por uma nova tentativa de 25 milhões de euros (R$ 92,9 milhões).

A favor do Barça está a vontade do jogador, que deixou claro seu desejo de se mudar para a Espanha. Lá ele se prepararia em um nível mais elevado para disputar a próxima Copa do Mundo. Além disso, o volante falou da vontade de atuar ao lado de alguns dos melhores jogadores do mundo.

Porém, a avaliação no Barcelona é de que os chineses são negociadores duros e de que não será fácil dobrá-los. “Paulinho, que renovou seu contrato em janeiro de 2017, é um jogador muito importante para nosso projeto a longo prazo”, escreveu a direção do clube chinês ao anunciar que recusou a oferta do Barça.

A multa rescisória do brasileiro é de 40 milhões de euros (cerca de R$ 140,7 milhões), quantia que os espanhóis não cogitam desembolsar.

 

 


Talento individual + força coletiva = igual a outra vitória do Brasil
Comentários Comente

Perrone

O Paraguai foi um adversário complicado na Arena Corinthians, apesar da derrota por 3 a 0. Teve pouco apetite ofensivo, mas foi faminto na marcação. Diminuiu espaços para a seleção brasileira e poderia ter dificultado muito mais as coisas. Não complicou por causa da combinação entre organização tática e talento individual, que já se tornou uma característica da equipe comandada por Tite.

Foi a disciplina tática que permitiu ao volante Paulinho (ele mais uma vez) apoiar o ataque sem comprometer a defesa e ajudar na abertura do placar. Os talentos do ex-corintiano e de Philippe Coutinho para se virar sem espaço completaram o lance que culminou com o primeiro gol brasileiro.

Também organizado taticamente, o Paraguai não se desesperou e nem abriu a porteira. De quebra viu seu goleiro defender um pênalti cobrado por Neymar, que na base do talento individual fez o segundo do Brasil. Os brasileiros  buscaram o gol sem abrir buracos que permitissem o contra-ataque paraguaio.

No final, após receber de Coutinho, Paulinho, de novo, serviu com maestria Marcelo, autor de mais um golaço da equipe de Tite. Assim, um jogo que poderia ser suado terminou com o folgado placar de 3 a 0 em mais uma demonstração de como a aplicação tática favorece os jogadores habilidosos dessa seleção.


Nova seleção combina transpiração e inspiração para vencer
Comentários Comente

Perrone

A vitória sobre o Equador por 3 a 0 nesta quinta pelas Eliminatórias premiou o esforço de Tite e sua comissão técnica para acelerar o processo de fazer a seleção brasileira assimilar o estilo de seu novo treinador.

As conversas com técnicos de clubes e a escalação de velhos conhecidos de Adenor deram resultado, pois é impressionante como já no primeiro jogo com Tite a seleção mostrou uma nova cara.

É um time que combina melhor aplicação tática e talento individual do que a seleção de Dunga. Mistura a transpiração de Paulinho com a inspiração de Neymar, Gabriel Jesus, autor de dois belos gols, e Philippe Coutinho. O novo Brasil já sabe o que fazer quando está com a bola e sem ela. Marca a saída de bola do rival, tenta triangulações e chega ao ataque até com volante.

Evidentemente, o treinador ainda tem muito trabalho pela frente, com fazer Daniel Alves ser mais útil no novo esquema, ou dar a camisa dele para Fágner.

É cedo para empolgação, mas o torcedor brasileiro, enfim, já pode sonhar com dias melhores para a equipe nacional.


Seleção é salva por jogador ‘bonito só para imprensa’
Comentários Comente

Perrone

Com um gol de cabeça, Paulinho classificou o Brasil para a final da Copa das Confederações. Ele já tinha participado da jogada que resultou na abertura do placar na vitória por 2 a 1 sobre o Uruguai com um lançamento.

Na primeira fase do torneio, o meio-campista  também foi decisivo. Com a nova atuação, ele ajuda ainda mais a transformar numa das maiores pérolas da carreira de Felipão a frase dita em entrevista para a Folha de S. Paulo: “Volante que faz gol só é bonito para imprensa”.


Com transferência de Paulinho na mira, Kia é esperado em jogo da seleção
Comentários Comente

Perrone

Saída de Paulinho após Copa das Confederações é dada como certa no Corinthians

Frequentador assíduo das concentrações da seleção brasileira fora do país, Kia Joorabchian é aguardado por amigos no amistoso desta quarta contra o Chile, em Belo Horizonte. De acordo com interlocutor do empresário, ele quer aproveitar a passagem pelo Brasil para cuidar da transferência de Paulinho para a Europa. No Corinthians, a saída do meia após a Copa das Confederações é dada como certa.

O blog apurou que ele planejava acompanhar a partida junto com Giuliano Bertolluci, seu parceiro em diversas operações, e Duílio Monteiro Alves, diretor-adjunto de futebol do Corinthians, convidados pelo BMG para ir ao Mineirão.

Porém, segundo a assessoria de imprensa do Corinthians, Duílio declinará do convite por conta de compromissos no CT do clube. Já a assessoria de Bertolucci apenas informou que ele vai ao amistoso.

No Parque São Jorge, a avaliação é de que falta só Paulinho definir para onde quer ir. Inter de Milão, Shakhtar Donetsk e Tottenham estão entre os interessados. Kia é influente no mercado inglês, especialmente no Chelsea.

Na Europa, Kia deu entrevista recentemente dizendo ser agente de Paulinho.  No começo do ano, o volante afirmou que seu empresário tinha passado a ser Bertolucci.

Também no início de 2013, o iraniano esteve em São Paulo para prestar depoimento em processo que investiga a antiga parceria entre MSI e Corinthians.


Inter de Milão planeja pagar salário menor para Paulinho no segundo semestre
Comentários Comente

Perrone

Desde o início das negociações para contratar Paulinho, a Inter de Milão sabia que o desejo do jogador é se transferir depois da Copa das Confederações. Para tentar convencer o volante a sair agora, os italianos deixaram claro que estão dispostos a pagar salário inferior ao que o atleta receberia para se transferir imediatamente.

A ideia da Inter é pagar 2,5 milhões anuais (R$ 6,7 milhões ),livres de impostos, se o jogador for contratado no segundo semestre. A proposta para ele se apresentar em janeiro era de 3 milhões de euros (R$ 8 milhões) por ano. Hoje, o atleta ganha cerca de R$ 6,5 milhões por temporada. Mas, ao contrário do que aconteceria na Itália, desse valor são descontados tributos.

Amigos do jogador afirmam que ele não se preocupa por estar confiante de que vai jogar (e bem) a Copa das Confederações, saindo valorizado da competição. Nesse cenário, a Inter teria concorrentes e seria forçada a subir a proposta.


Copa das Confederações e desdém de olheiros europeus por Mundial de Clubes ajudam Corinthians a segurar Ralf e Paulinho
Comentários Comente

Perrone

Ralf e Paulinho estão entre os brasileiros mais cotados pelos clubes europeus para a próxima janela de transferências. Porém, a diretoria corintiana dá como certo que conseguirá manter a dupla pelo menos até a Copa das Confederações no Brasil, na metade do ano que vem.

Os cartolas trabalham com a informação de que os dois atletas acreditam que terão mais chances de disputar a competição se permanecerem no Brasil. Mudar agora significaria ter de encarar um período de adaptação na Europa, que poderia impedir futuras convocações.

Por esse raciocínio, vale mais ficar e buscar valorização disputando a Copa das Confederações. O torneio também é visto por jogadores como a melhor oportunidade de assegurar um lugar na “família Scolari” para o Mundial de 2014.

A chance de a dupla se destacar no Mundial de Clubes, a partir do dia 12, e aumentar o interesse de clubes estrangeiros, também não assusta. É que ao contrário de outras competições, o torneio no Japão não costuma atrair olheiros dos grandes clubes da Europa. A tese é de que não há nada de novo a ser descoberto por lá. Paulinho e Ralf, por exemplo, já são mais do que conhecidos por possíveis compradores.


Convocação de Paulinho revive polêmicas nos bastidores
Comentários Comente

Perrone

A não convocação de Paulinho para amistosos da seleção na reta final da Libertadores causou indignação do presidente do Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro. Na ocasião, ele acreditou que seu time foi prejudicado por Mano Menezes, ex-técnico corintiano, que chamou jogadores dos Santos, mas não levou Castán, Paulinho e Ralf.

O treinador se defendeu afirmando que estava chamando jogadores que seriam aproveitados na Olimpíada.

Agora, sem Libertadores, Paulinho foi chamado para o amistoso contra a Suécia. Impossível não lembrar das queixas de Laor. Apesar de justa, a ida do volante corintiano ao time nacional remete a outra discussão. Dirigentes do Audax, dono de 45% dois direitos de Paulinho, desconfiaram de que  o volante recebeu a promessa de que seria convocado caso recusasse proposta da Inter e ficasse no Parque São Jorge.

José Carlos Brunoro, cartola do Audax, chegou a dizer ao blog esperar que cumprissem tudo o que prometeram a Paulinho no Parque São Jorge. E que não tivessem prometido convocação para o time nacional. Ele reclamava de Ronaldo, afinado com a diretoria corintiana, ter aconselhado Paulinho a ficar. Hoje, no entanto, a empresa trata a convocação como justiça ao trabalho do atleta.