Blog do Perrone

Arquivo : Walter

Opinião: Corinthians amplia pressão sobre reserva ao tentar volta de Cássio
Comentários Comente

Perrone

O Corinthians deu um passo arriscado ao tentar a liberação de Cássio junto à CBF. A frustrada iniciativa coloca pressão extra nos ombros do jovem Caíque França. O terceiro goleiro do time herdou temporariamente a posição com a ausência do titular e a contusão de Walter.

A manobra fracassada soa como uma demonstração pública de falta de confiança no novato. Imagine no seu trabalho, você saber que assumirá temporariamente um cargo importante no lugar de um colega. Se preparar para isso, mas descobrir que a direção da empresa tentou trazer outro profissional que estava de férias para que você não tenha que assumir uma responsabilidade maior? Como ficaria sua confiança na hora de executar a nova missão? Você não questionaria o seu preparo ou o que seus chefes pensam do seu potencial? Esses questionamentos devem estar passando pela cabeça de Caíque.

A postura mais adequada da diretoria teria sido abraçar o reserva imediatamente visando aumentar sua confiança. Seria bem melhor do que pedir um privilégio para a CBF.

O plano escolhido poderia também desagradar a Cássio. Será que o titular, brigando por uma vaga na Copa do Mundo da Rússia, gostaria antecipar seu retorno da seleção por conta de uma desconfiança do clube no reserva? Acredito que não.

Falhou não só a diretoria, na opinião deste blogueiro. Mas também Fábio Carille. O treinador deveria ter sido o primeiro a fortalecer Caíque publicamente.


Desejado pelo SP, Walter tem luvas atrasadas para receber do Corinthians
Comentários Comente

Perrone

Com Dassler Marques, do UOL, em São Paulo

O goleiro Walter em treino do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

Alvo de interesse do São Paulo, o goleiro Walter tem dinheiro de luvas atrasadas para receber do Corinthians. A informação foi confirmada por Emerson Piovezan, diretor financeiro do alvinegro.

O dirigente não revelou valores, porém, a reportagem apurou que pelas contas do clube a dívida é de aproximadamente R$ 500 mil referentes a duas parcelas atrasadas. Pela versão corintiana, a última prestação venceu nesta segunda. Os pagamentos são semestrais.

A diretoria planeja pagar o débito integral com o goleiro até o final desta semana.

O atraso já existia quando o empresário do goleiro, Júlio Fessato, apresentou oferta do São Paulo pelo reserva de Cássio. O clube do Morumbi no entanto nega ter enviado a proposta. O Corinthians descarta vender o goleiro, principalmente por entender que seu titular pode ser convocado para a seleção brasileira e desfalcar a equipe.

O agente de Walter assegurou ter proposta tricolor de 1,5 milhão de euros (R$ 5,5 milhões) pelo goleiro. Ao descartar a transferência, a direção corintiana prometeu ao goleiro prorrogar por mais um ano seu contrato, válido até 2019, com direito a um aumento. O diretoria diz que o reajuste é por méritos de Walter e não pelo interesse do rival.

Entre os que convivem com Walter há quem diga que ele quer se transferir para poder atuar e evoluir na carreira. Mas os cartolas alvinegros negam que o reserva tenha pedido para sair. A alegação é de quem quer a transferência é o empresário Fernando Garcia, ex-conselheiro corintiano. Uma das empresas dele, a LF Assessoria Esportiva, tem 80% dos direitos econômicos do atleta. Outros 15% pertencem à empresa do agente do goleiro. Eles adquiriram as porcentagens quando essa operação era permitida pela Fifa.

O blog telefonou para Garcia, mas ele não atendeu às ligações.

O Corinthians tem apenas 5%. Mas, como só o clube pode assinar a transferência, os cartolas dão o caso como encerrado, assegurando que Walter não será negociado agora.


Dono da WTorre alega prejuízo com área do Palmeiras perdida para prefeitura
Comentários Comente

Perrone

Walter Torre, dono da WTorre, comentou ao blog sobre suas posições na polêmica contratual com o Palmeiras.

Ele alega que perdeu uma área de aproximadamente 2 mil metros quadrados do clube e que fazia parte do contrato por causa de uma irregularidade notada pela prefeitura. A faixa de terreno, segundo ele, teve que ser entregue ao munícipio. O empresário diz que não irá cobrar o prejuízo do Palmeiras. Indagada pelo blog se houve a perda da área, a assessoria de imprensa do Palmeiras disse que o clube não comentaria o assunto.

Leia abaixo a entrevista com Walter feita na última terça.

Ao Conselho Deliberativo, a direção do Palmeiras apresentou um documento no qual reafirma que o contrato aprovado pelos conselheiros dá o direto de o clube comercializar 33 mil de 43 mil cadeiras da arena. E que a interpretação da WTorre é de que a empresa tem o direito de comercializar todos os assentos. A interpretação da construtora provocaria uma perda de R$ 300 milhões ao clube em 30 anos…

 

Walter Torre – Não existe interpretação. Existe um contrato assinado e que precisa ser cumprido. Chegou a hora de o povo brasileiro aprender a cumprir contrato. E tem que aprender no futebol também. Enquanto não cumprirem contratos, o futebol brasileiro vai continuar sendo o que é. Eu só quero seguir o contrato.

O Palmeiras também entende que tem o direito de estabelecer o preço dos ingressos porque é o dono do espetáculo. Diz que a WTorre interpreta possuir o direito de cobrar o preço mais baixo, em média, do ano anterior. Qual sua opinião sobre isso?

TorreFoi acordado no contrato que eu tinha o direito de colocar o preço, isso não é entendimento é o que está escrito. Mas eu já disse que aceito estudar outro preço.

O clube alega que a Wtorre quer cobrar pela construção de uma sauna, obra já prevista em contrato. Quer?

Não estou cobrando nada. Eu estava construindo a sauna num lugar. Eles pediram para fazer em outro. Fui regularizar a área na prefeitura, aí a prefeitura disse que tinha uma faixa de aproximadamente 2 mil metros quadrados que era da cidade, não do clube. Perdi essa a área e fazia parte do contrato. Não vou cobrar o prejuízo que tive. Assim eu demonstro  o meu amor ao Palmeiras, e eles agem me jogando contra a torcida.


Desacerto entre Júlio César e Vasco ameaça ida de goleiro do Barbarense para Corinthians
Comentários Comente

Perrone

O blog apurou que o Corinthians acertou verbalmente a contratação de Walter, goleiro que no Campeonato Paulista defendeu o Barbarense. Porém, a recusa de Júlio César em se transferir para o Vasco ameaça a negociação.

A direção corintiana esperava Júlio acertar sua saída para assinar com Walter. Já estava definido que o goleiro do Barbarense seria colocado no Parque São Jorge por seus investidores pelo menos até dezembro, quando o time do Parque São Jorge deveria decidir se exerceria o direito de compra.

Como Walter viria para compensar a saída de Júlio, há o risco de a negociação não ser concretizada.

Procurado pelo blog, Júlio Fressato, agente de Walter e um dos donos de seus direitos econômicos disse não haver nada certo em relação ao futuro do jogador. “Ouvi muito sobre o Corinthians, mas não temos nada de concreto”. Três fontes confirmaram as informações do blog.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>