PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Clube japonês vai recorrer para tentar aumentar multa aplicada a Rony

Perrone

23/07/2020 04h00

Albirex Niigata, do Japão, vai entrar com recurso no CAS (Corte Arbitral do Esporte) para tentar aumentar a multa que a Fifa estipulou para ser paga por Rony a seu ex-time. O Athletico é considerado pela entidade internacional solidário na dívida. Ou seja, o credor pode cobrar das duas partes até o montante total ser atingido.

A Câmara de Resoluções de Litígio da entidade determinou que o atual jogador do Palmeiras pague cerca de US$ 1,3 milhão. Conforme apurou o blog, o clube japonês vai pedir que o valor suba para entre US$ 4 milhões e US$ 5 milhões. O recurso ainda deve levar cerca de 20 dias para ficar pronto.

Atlhetico e Rony também decidiram recorrer, mas para não serem punidos pelo fato de o atacante deixar o Japão para defender o time de Curitiba em 2018. Na ocasião, ele conseguiu uma liminar na Fifa para se transferir. No início de 2020, Rony foi para o Palmeiras.

Além da punição em dinheiro, Rony foi suspenso por quatro meses e o Athletico proibido de registrar novos jogadores durante duas janelas de transferências. Essas sanções também estão na mira de recursos.

Rony obteve efeito suspensivo para poder jogar enquanto o caso se desenrola, o que pode levar mais de um ano. O benefício foi concedido pelo CAS após o Albirex Niigata informar que não se opunha a ele, como revelou o blog.

Uma série de fatores levou os japoneses a optarem por essa postura. A primeira é que receber o dinheiro é a sua prioridade.

Outro ponto importante é que Rony terá que cumprir a suspensão quando o caso chegar ao fim, se a punição for mantida.

Em tese, a obrigatoriedade de cumprir a eventual punição pode acontecer num momento em que  o jogador está valorizado no Palmeiras e com propostas para sair. Isso poderia pressionar o atleta a fechar um acordo para não espantar eventuais interessados. Atualmente, o mercado é desfavorável, principalmente por conta dos efeitos da pandemia de covid-19.

Também teoricamente, o fato de já haver uma decisão favorável aos japoneses em primeira instância pode motivar Athletico e Rony a tentarem um acordo. No entanto, por enquanto, não houve movimentação nesse sentido.

O fato é que neste momento os japoneses se sentem empoderados na disputa sem precisarem da suspensão imediata de Rony para isso.

 

Sobre o Autor

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

Sobre o Blog

Prioriza a informação que está longe do alcance das câmeras e microfones. Busca antecipar discussões e decisões tomadas por dirigentes, empresários, jogadores e políticos envolvidos com o futebol brasileiro.

Blog do Perrone