Blog do Perrone

Arquivo : Corinthians

Preço assusta, e Bordeaux desiste de Arana
Comentários Comente

Perrone

A questão central não é mais tentar convencer o Corinthians a liberar Guilherme Arana ainda nesta janela de transferências. O problema passou a ser a nova pedida dos alvinegros de 20 milhões de euros pelo lateral. Por causa do preço, o Bordeaux desistiu da contratação. Assim, o clube brasileiro terá que negociar com o Bordeaux o pagamento integral em dinheiro dos 3 milhões de euros (R$ 10,9 milhões) para a aquisição definitiva de Pablo.

Inicialmente, os franceses estavam dispostos a pagar 9 milhões de euros  (R$ 32,8 milhões), além de ceder Pablo, recebendo o lateral só depois do Brasileirão. A negociação caminhou bem até o que o Bordeaux resolveu insistir na liberação imediata do atleta. O Corinthians só admitia estudar essa possibilidade se tivesse uma oferta de 15 milhões de euros (R$ 54,7 milhões). Depois do clássico contra o Palmeiras, em que o lateral se destacou, esse preço pulou pra 20 milhões de euros (R$ 73,04 milhões).

A avaliação do Bordeaux é de que pagar essa quantia deixaria o clube sem condições de contratar pelo menos mais um jogador que está em seus planos. Assim, neste momento, a equipe está fora da disputa pelo brasileiro.

Agora o caso Pablo será tratado isoladamente. Nesta quinta, o Corinthians acertou a renovação de contrato do zagueiro até dezembro de 2021. Porém, para assinar o novo compromisso é preciso que o Bordeaux venda os direitos econômicos do beque. Na próxima semana, um dirigente corintiano deve ir até a França para tentar bater o martelo.


Opinião: empate em casa não abala favoritismo corintiano
Comentários Comente

Perrone

O Corinthians conquistou status de favorito ao título do Brasileiro depois do início da competição, pela campanha que faz. O empate com o Atlético-PR, em casa, por 2 a 2, é um tropeço, mas não abala esse favoritismo.

Não abala porque o time de Fábio Carille construiu uma vantagem na tabela que lhe dá segurança nos momentos complicados. E também um jogo só, com três desfalques, é pouco para colocar em dúvida a consistência mostrada pela equipe até aqui.

Porém, na partida deste sábado à noite o alvinegro mostrou algumas fraquezas. Teve uma ligeira queda de rendimento sem Rodriguinho, Arana e Pablo. A ausência do meia afetou mais a parte coletiva, especialmente a criação. Já ausência do lateral-esquerdo deixou o time sem um de seus jogadores que podem desequilibrar individualmente.

Outro problema foi uma dose de soberba, com firulas e pouca objetividade para matar o jogo quando os corintianos venciam por 2 a 1. Faltou a humildade que Cássio costuma pregar. Ficou a impressão de que os donos da casa acharam que a partida já estava ganha e relaxaram. É um defeito que já tinha acontecido (contra o Inter pela Copa do Brasil, por exemplo) e parecia sepultado.

Mas o desempenho alvinegro também teve aspectos positivos. O time não se descontrolou ao estar em desvantagem no marcador pela primeira vez no campeonato e chegou a virar o placar.

Apesar da pequena queda de rendimento, Carille mostrou ter soluções táticas para minimizar eventuais quedas de qualidade individual causadas desfalques.

E a sintonia com a torcida, ajudada pela vitória recente sobre o Palmeiras, por 2 a 0, não foi quebrada, apesar do escorregão em Itaquera.

No final, prevaleceu a sensação de que o Corinthians ainda tem a situação sob controle. Não foi dado motivo para se desconfiar do potencial do clube para ser campeão brasileiro.


Corinthians e agente de Pablo tentam acertar renovação na próxima semana
Comentários Comente

Perrone

Com Dassler Marques, do UOL, em São Paulo

A novela da renovação do contrato do zagueiro Pablo com o Corinthians terá um novo capítulo no início da próxima semana, quando o agente do jogador, Fernando César, vai se encontrar com a direção do clube. O empresário tem pressa na resolução do caso.

“Quero resolver tudo até o final do mês”, disse César ao blog. O beque está emprestado pelo Bordeaux até dezembro. Porém, há uma cláusula que permite a venda do jogador nesta janela de transferência se houver uma oferta e o Corinthians não pagar 3 milhões de euros (R$ 11,1 milhões) pelos direitos do atleta.  Esse é o valor que precisa ser pago pelo alvinegro em dezembro para assegurar a manutenção de Pablo.

Mesmo sem ainda ter sacramentado a venda do zagueiro para o clube brasileiro, o Bordeaux autorizou o jogador a tratar de sua renovação que é discutida por mais quatro anos.

De acordo com o agente de Pablo, o defensor tem sido sondado por outros clubes, mas não vai conversar com ninguém até resolver se renova ou não seu compromisso agora. Nesse cenário, é importante uma definição em julho para o atleta ter chances de aproveitar a janela de transferências em agosto.

As duas partes, porém, acreditam no acerto para a renovação. Mas ainda há divergências. O empresário quer um valor de luvas que havia informado já no início do empréstimo, mas o Corinthians entende que a quantia é alta.

A renovação também passa pelo desejo do Bordeaux de dar os direitos econômicos de Pablo como parte do pagamento pela compra do lateral-esquerdo Guilherme Arana. Nesta terça, as duas partes conversaram, mas ainda não houve consenso. O Corinthians mantém a posição de liberar Arana só depois do Campeonato Brasileiro. A comissão técnica do Bordeaux faz pressão para ter o jogador agora.


Corinthians recusa oferta verbal do CSKA por Arana levada por intermediário
Comentários Comente

Perrone

Com Dassler Marques, do UOL, em São Paulo

O Corinthians recusou uma oferta verbal feita pelo CSKA por Guilherme Arana através de um intermediário. O valor é mantido em sigilo pelo clube, porém, de acordo com duas fontes, os russos desembolsariam pelo menos 10 milhões de euros (R$ 37,7 milhões) pelo lateral-esquerdo.

A proposta era para que o jogador fosse liberado imediatamente, o que o Corinthians se nega a fazer. Além disso, o valor foi considerado baixo.

Com a recusa, o clube põe em prática o discurso adotado nos últimos meses de que não negocia Arana antes do final do Campeonato Brasileiro para não enfraquecer o time. Só uma proposta na casa dos 15 milhões de euros (R$ 56,5 milhões) é capaz de fazer os alvinegros repensarem essa decisão. O Corinthians tem 40% dos direitos econômicos de Arana. O restante pertence a investidores.

Pelo fato de a proposta não ter sido enviada por escrito e em papel timbrado do CSKA a direção alvinegra não considera uma oferta oficial, mas assegura que se ela tivesse chegado em forma de documento seria rejeitada do mesmo jeito.

Arana também interessa ao Bordeaux, que pode pagar até 9 milhões de euros (R$ 33,9 milhões), além de ceder os direitos de Pablo, fixados em 3 milhões de euros. O Corinthians está otimista em relação a fechar essa negociação liberando o lateral depois do Brasileiro. Na França, porém, Jocelyn Grouvenec, treinador do Bordeaux, disse que esperar até janeiro para ter Arana não é o ideal e que sua agremiação tem outras opções.

A transação também depende da renovação contratual de Pablo, emprestado pelos franceses até dezembro, com o alvinegro. Apesar de todos os envolvidos confiarem que  chegarão a um consenso ainda há divergências.

O Bordeaux autorizou o Corinthians a tratar da renovação mesmo sem ainda ter definido o repasse definitivo dos direitos econômicos do zagueiro.

 

 


Apesar de otimismo, ainda falta consenso sobre valores para Pablo renovar
Comentários Comente

Perrone

Com Dassler Marques, do UOL, em São Paulo

Pablo, seu estafe e a diretoria do Corinthians estão otimistas quanto as chances de renovação de contrato do zagueiro por quatro anos, apesar de o empréstimo feito pelo Bordeaux terminar em dezembro. Porém, ainda há divergências entre as partes a serem solucionadas.

A primeira delas é que o estafe do jogador considera que já apresentou sua pedida para renovação. É a mesma feita quando Fernando César, agente do atleta, sugeriu que no ato do empréstimo fossem colocados no acordo os novos valores de salários e luvas para o caso de o Corinthians comprar os direitos econômicos dele. A diretoria alvinegra admite que soube desse desejo verbalmente, mas não o considera como uma proposta oficial. Espera que ela seja apresentada formalmente no próximo encontro, ainda sem data definida.

“Na reunião (no último sábado) eu falei que a nossa proposta continua a mesma de quando ele foi emprestado. O clube ficou de pensar e me responder depois de que eu voltar de viagem”, disse Fernando ao blog.

Só que a diretoria corintiana entende que ficou claro no encontro que o clube tem limites financeiros e que eles serão superados caso a pedida seja mantida. Por isso existe a expectativa de apresentação de uma proposta mais baixa por parte do representante de Pablo.

Os valores estão sendo mantidos em sigilo.

A situação de Pablo interfere na de Guilherme Arana, que interessa ao Bordeaux. O time francês autorizou Corinthians e Pablo a conversarem sobre renovação porque pretende dar os direitos do zagueiro como parte do pagamento pelo lateral. Para ficar com o beque, o Corinthians teria dar 3 milhões de euros. Os franceses estão dispostos a dar os direitos de Pablo e mais cerca de 9 milhões por Arana, como revelou o blog.


STF quebra sigilo bancário de empresas que atuaram em campanha de Andrés
Comentários Comente

Perrone

O STF (Supremo Tribunal Federal) determinou a quebra de sigilos bancário e fiscal de duas empresas que prestaram serviços na campanha de Andrés Sanchez a deputado federal. As contas de quatro pessoas ligadas a elas também foram atingidas.

A decisão, tomada no último dia 26, faz parte do inquérito em que o ex-presidente do Corinthians é investigado por supostamente ter omitido bens ao registrar sua candidatura e por supostas irregularidades na prestação de contas. Também é apurada eventual sonegação de impostos. No entanto, não houve quebra de sigilo das contas dele. Para a defesa do cartola, isso sinaliza que o deputado deixou de ser o alvo do inquérito, com a investigação se voltando para as empresas. O ministro Luiz Fux é o relator do caso.

As atingidas são a 2k Comunicação e a Dialógica Comunicação e Marketing. Ambas prestaram serviços para outros polí­ticos do PT, incluindo Dilma Rousseff, além de Andrés. As duas empresas foram dissolvidas em 2015.

Do ex-presidente corintiano, a Dialógica recebeu R$ 200 mil pelos trabalhos. Por sua vez a 2K ficou com R$ 2.750 por publicidade em matériais impressos.

Com as quebras, solicitadas para Receita Federal e Banco Central, o STF tentará verificar se os trabalhos foram feitos e se o valor pago foi compatível com preços de mercado.

Porém, para os defensores de Andrés, as autoridades podem estar em busca de provas para outros casos não relacionados ao cartola.

“Andrés prestou todos os esclarecimentos pedidos nesse inquérito. Comprovamos que não houve irregularidade na sua declaração de bens. Por isso, ele deixou de ser o alvo, tanto que não houve pedido de quebra de sigilo em relação a ele. O inquérito remanesce para ver se essas empresas prestaram serviço. Posso assegurar que o serviço foi prestado e o Andrés pagou por ele.  A prestação de contas dele foi aprovada pela Justiça Eleitoral”, declarou ao blog João dos Santos Gomes Filho, advogado que defende o petista no caso.

Ele afirmou que vai apesentar ao STF todas as notas fiscais e recibos referentes aos trabalhos das duas empresas.

Por meio de rede social, o blog tentou sem sucesso contato com Keffin Galvão Cesar Gracher, que estava entre os proprietários das duas empresas e teve seus sigilos bancário e fiscal pessoais quebrados. Ele é ex-assessor do ex-ministro da Secretaria de Comunicação Social Edinho Slva (PT), que foi tesoureiro de campanha de Dilma à presidência. Assim, a abertura de dados das duas empresas que trabalharam para Andrés podem levar o STF a ter informações relacionadas às campanhas da ex-presidente e de outros políticos do PT.


CSKA prepara oferta por corintiano Arana
Comentários Comente

Perrone

O CSKA planeja apresentar nos próximos dias uma oferta por Guilherme Arana ao Corinthians. Um intermediário brasileiro ficou encarregado da missão.

A intenção dos russos é gastar entre 8 milhões e 10 milhões de euros (de R$ 30,1 milhões a R$ 37,7 milhões), conforme apurou o blog para ter o lateral-esquerdo imediatamente. Mas a direção corintiana pretende manter o jogador até o final do Brasileiro.

Só uma oferta na casa dos 15 milhões de euros (R$ 56,6 milhões) pode fazer a diretoria alvinegra mudar de ideia e liberar o atleta agora. O clube tem 40% dos direitos do jogador, e o restante pertence a investidores.

Nesse cenário, o CSKA está perdendo para o Bordeaux. Como revelou o blog, o clube francês avançou na negociação para receber Arana depois do campeonato nacional e ceder agora, definitivamente, os direitos econômicos de Pablo. As duas diretorias vão conversar ainda no início desta semana para tentar fechar a negociação.

O Bordeaux pode chegar até 9 milhões de euros (R$ 33,9 milhões) parcelados, mas a proposta fica mais gorda com os direitos de Pablo, que custariam 3 milhões de euros (R$ 11,3 milhões) para o Corinthians hoje, se houver oferta de outro clube, ou em dezembro, quando termina seu empréstimo.

Em meio ao interesse de times estrangeiros, o lateral combinou com seus representantes que não quer se envolver nas tratativas para manter a concentração nos jogos de sua equipe atual.

 


Wladimir anuncia candidatura ao conselho do Corinthians pela ‘Lava Jato’
Comentários Comente

Perrone

Wladimir com membros do grupo Lava Jato                                        Foto: Divulgação

 

O ex-lateral Wladimir, ídolo corintiano que atuou entre as décadas de 1970 e 1980, definiu hoje que será candidato ao Conselho Deliberativo do clube na eleição do próximo ano. Ele integrará a chapa do grupo de oposição batizado como Lava Jato, ferrenho crítico da ala comandada pelo ex-presidente Andrés Sanchez.

A decisão foi tomada na noite desta sexta-feira após jantar com integrantes do grupo, entre eles Roberto William Miguel, líder da Lava Jato e conhecido no Parque São Jorge como Libanês.

“Espero que, a partir da eleição, o clube retome uma trajetória incomum, com coisas mais condizentes com nosso ideal. Escolhi a Lava Jato porque é formada por pessoas que têm compromisso de administrar  com transparência e honestidade, que é a palavra que falta hoje ao Corinthians”, disse o ex-jogador ao blog por telefone.

De acordo com Wladimir, ele é sócio do Corinthians desde quando jogava, por isso reúne condições de disputar uma cadeira no Conselho Deliberativo. “Na época da Democracia Corintiana, era um desejo do Sócrates que a gente fosse conselheiro. E nós dois fomos naquela ocasião. Depois saímos e não voltamos mais. Agora resolvi retomar essa postura porque acredito que posso dar minha contribuição, principalmente tendo compromisso com a gestão”, afirmou.

Jogador que mais vezes atuou pelo Corinthians, Wladimir lembrou do ex-presidente Vicente Matheus ao falar sobre sua visão em relação ao clube hoje. “Nós que estamos de fora, ficamos indignados porque as pessoas pensam só nelas mesmas. São do venha a nós, não do vosso reino. Sou dos tempos do Matheus, de pessoas que não tiravam nada do clube. Pelo contrário, botavam dinheiro do bolso.”


Corinthians e Bordeaux avançam em negociação que envolve Arana e Pablo
Comentários Comente

Perrone

Com Dassler Marques, do UOL, em São Paulo

A diretoria do Corinthians vê boas chances de fechar a venda de Guilherme Arana para o Bordeaux envolvendo a cessão definitiva dos direitos de Pablo. As conversas avançaram e uma nova discussão está prevista para o início da próxima semana.

Os corintianos já se preparam até para discutir com o zagueiro uma renovação contratual para o caso de a negociação der certo. A tratativa tem autorização do clube francês.

Pela costura em andamento, o Bordeaux pagaria uma quantia em dinheiro e já liberaria Pablo para ficar definitivamente no Corinthians, mas só receberia Arana depois do final do Campeonato Brasileiro. Isso é o que mais atrai os alvinegros, que não querem perder o jogador agora.

Os valores são mantidos em sigilo, mas o blog apurou que os franceses podem chegar até cerca de 9 milhões de euros (R$ 33,9 milhões) parcelados mais os direitos de Pablo. A equipe paulista tem 40% dos direitos econômicos do lateral. O restante pertence a investidores.

Atualmente, o zagueiro está emprestado até dezembro, mas se o Bordeaux receber uma oferta por ele, o Corinthians precisa pagar 3 milhões de euros (R$ 11,3 milhões) para não perder o jogador.


Justiça exime Corinthians de pagar por celular furtado na arena
Comentários Comente

Perrone

Em decisão publicada nesta terça no diário oficial de São Paulo, a Justiça eximiu o Corinthians de indenizar um homem que disse ter tido seu celular furtado na arena do clube. O resultado foi em primeira instância e cabe recurso.

Márcio Carvalho Atienza entrou com ação no valor de R$ 5 mil em outubro do ano passado alegando que percebeu a subtração de seu Iphone 6 de seu bolso enquanto estava dentro do estádio corintiano. Ele entendia que o clube tinha a obrigação de cobrir o prejuízo, mas a juíza Marina San Juan Melo, do Juizado Especial Cível, julgou o pedido improcedente.

Ela afirma que em nenhum momento o Corinthians assumiu o dever de guarda do telefone ou dos pertences do autor da ação, por isso não pode ser responsabilizado. Também declara que o fato de existirem câmeras de vigilância na arena não pressupõe a obrigação do clube de zelar pelos bens dos frequentadores.